Imagem Shutterstock

Imagem Shutterstock

Finalmente férias! Nem acredito que depois de 1 ano e meio vou finalmente ter minhas merecidas férias! Apesar de saber que iria tirar férias, consegui decidir o destino de viagem há poucos dias e com isso bateu aquela necessidade de pensar em como será a alimentação da Clara, por isso, resolvi fazer este post, pra mostrar pra vocês como será a organização da alimentação nas férias.

Já escrevi um pouco sobre isso NESTE post, e foi exatamente o que fiz na nossa primeira viagem, quando ela ia completar 1 ano. Mas agora, vamos para uma casa que nunca fomos, em uma cidade bem pequenininha que não vou há 14 anos e não sei como estão as coisas por lá pra saber o que posso e não posso encontrar pra dar pra Clara comer, por isso preciso pensar bem na organização da alimentação nas ferias dela direitinho.

Quanto a comida, estou mega tranquila. Vou levar alguns potinhos de plastico, que não ocupam tanto espaço na mala, podem ser levados ao freezer e mega irá me ajudar.

Vamos no dia 30/12 depois que eu e Marido sairmos do trabalho, ou seja, corremos o maior risco de pegarmos trânsito. Teremos quase 400km de estrada pra percorrer e unidos ao possível trânsito, acho arriscado levar comida pronta, mesmo que congelada. O jeito será cozinhar o feijão enriquecido no dia 31 ou no máximo dia 1 e congelar por lá nestes potinhos individuais pra ela. Arroz é mega fácil de fazer diariamente ou sempre que precisar, verduras e legumes é de praxe no cardápio daqui, além de frutas.

Coloque os alimentos já frios, leve ao freezer e esquente fora dos potes. Por mais que fale que é livre de besfenol, vale a pena o cuidado! :)

Coloque os alimentos já frios, leve ao freezer e esquente fora dos potes. Por mais que fale que é livre de besfenol, vale a pena o cuidado! 🙂

Bom, uma parte já está tranquilo, almoço e jantar resolvido. Mas é o café da manhã e os lanches intermediários? Estaremos de férias, a casa tem piscina, ou seja, a cria irá brincar em um ambiente novo, cheio de espaço e aventuras para desbravar, além de um calor de 40 graus. A fome, ou melhor, a necessidade por alimentos refrescantes, líquidos, água e repor energia será enorme. O apetite pode sofrer interferências por causa do calor e empolgação, mas preciso ter cartas na manga pra estes momentos e que claro, não tomem todo meu tempo na cozinha, afinal, também sou filha de Deus, preciso, quero e mereço descansar. Pra isso tudo acontecer, a organização da alimentação é fundamental!

Preciso pensar nas prioridades e a partir daí começar a tal organização da alimentação. Serão 10 dias viajando, como para a exceção virar rotina é fácil, 10 dias é mais que suficiente pra criar hábitos errados na alimentação das crianças, por isso, manter as rédeas é importante.

Olha só as prioridades por aqui:

Leite vegetal: qual matéria prima levar pra fazer o leite da Clara? Ela não pode ficar 10 dias consumindo leite de vaca ou iogurte, que são fáceis de achar. Também não pode ficar sem o leite em si por 10 dias, pois o apetite não está dos maiores. Pros leites, vou levar a amêndoa e aveia, assim, mantenho a variedade na alimentação dela e a aveia acaba sendo usada de outras formas, como farinha, caso resolva fazer um bolo, salpicada em frutas pra mim é minha mãe. Enfim, será coringa!

Linhaça, chia, quinua, cacau e gergelim também estarão no kit de organização da alimentação, pois os uso em outras preparações, alem de dar um up nos próprios leites!

Uva passa pra adoçar e não cair no uso abusivo de açúcar, uma vez que em cidade de interior, o que mais tem são doces caseiros, visitas de pessoas que não vemos há 14 anos, não conhecem a Clara e corremos o risco de aumentar o consumo de doces pela pequena. Imagina um bolo fresco todo dia por mais simples que seja? Pois é, em algum lugar eu preciso evitar o consumo do açúcar em si.

Tudo que preciso para fazer o leite vegetal, acrescentar nas frutas, tapioca, fazer um bolo está aqui! :)

Tudo que preciso para fazer o leite vegetal, acrescentar nas frutas, tapioca, fazer um bolo está aqui! 🙂

De petiscos / snacks vou levar biscoito de arroz integral, chips de legumes aceitáveis, biscoito de polvilho sem gordura hidrogenada, suco de caixinha sem açúcar para dias em que formos visitar os amigos e ficaremos o dia fora, grissini, oleaginosas que ela adora.

Para “doces”, ou melhor, opções diferentes pra refrescar, vou levar agar agar pra fazer gelatina natural e mais algumas coisinhas que preciso achar.

Em relação aos utensílios, vou separa meia dúzia das formas de silicone que temos aqui e vou levar, pois não ocupa, nenhum espaço na mala. Pode parecer exagero, mas pensem, eu não sei que tipo de louça ou utensílios tem na casa, lá é uma casa de campo com piscina, churrasqueira, quintal gigante. Clara é criança, tudo será novidade! Já pensou eu chego e é tudo vidro, chip ou fino e a cria quebra? Não quero me estressa ou pior, correr o risco dela se machucar, desta forma, levarei alguns que temos aqui. Principalmente pensando nos lanches, que serão feitos de forma mais leve, em meio as brincadeiras da pequena!

Por mais que pareça exagero, estou apenas priorizando a organização da alimentação nas férias, para que não precise gastar horrores comprando tudo o que já tenho, como não ficaremos em hotel, terei que preparar algumas coisas mesmo é desta forma fica mais fácil pra mim.

Vou mostrar pelo Snapchat (matercolorida), Instagram e fanpage nossas férias e como será a organização da alimentação nas férias fluiu direitinho, sem neuras, sem estresse! Nos acompanhe!

Beijos e boas férias!

 

 

Share Button