leite de inhame

Toda vez que posto uma foto ou algo dizendo sobre leite de inhame, recebo várias mensagens inbox, nos posts e até mesmo pelo email em como fazer o leite, se é feito com inhame cru, cozido, durabilidade, porque Clara bebe este leite, enfim, várias dúvidas. Mas e aí, leite de inhame é feito com inhame cru ou cozido?

Confesso que no começo, fazia o leite de inhame com ele cru, pois é prático, mas depois de conversar com a Helô, Suelen e outras das moderados dos grupos que moderamos, ler, pesquisar, comecei a fazê-lo com inhame cozido.

Mas vem cá, vocês sabem quando compram inhame, cará, taro ou qualquer outra forma que chamam este alimento? Para mim, inhame sempre foi este maior, marrom, que aparece na parte debaixo da foto inicial do post e os 2 primeiros eram cará, mas já vi sendo vendido como inhame. Uma confusão só, não é? E é basicamente por conta de não sabermos o que estamos de fato comprando como inhame que deve-se cozinhá-lo para fazer o leite.

A justificativa é fácil, fácil de entender e a diva da Helô colocou em palavras de forma perfeita:

Cará, inhame, taro .... Dependendo da região em que você está, tem um nome diferente.

Cará, inhame, taro …. Dependendo da região em que você está, tem um nome diferente.

Primeira informação importante: No Brasil, existem muitas variedades de plantas conhecidas popularmente como inhame. No nordeste o que é conhecido popularmente como o inhame não é a mesma coisa que o que conhecemos como inhame no sudeste, são plantas diferentes. A confusão é tão grande que os pesquisadores na área tiveram que criar um simpósio sobre inhame só pra conseguir uniformizar as pesquisas no país. O que acontece então é que: existem muitas plantas chamadas de inhame popularmente. Cada uma delas possui suas próprias características nutricionais.

Isso é um problema? Não! As plantas conhecidas por inhame são alimentos excelentes. Elas são utilizadas como staple food (staple food é um alimento de primeira necessidade, como a mandioca para os índios) em várias localidades do mundo como Etiópia e Havaí, entre outros (e, da mesma forma que acontece no Brasil, cada país denomina uma planta (ou várias) de inhame), porém cada uma guarda suas próprias características nutricionais.

Sabemos que virtualmente todos os alimentos possuem fatores nutricionais e anti-nutricionais. Ex: feijão, beterraba, espinafre… As plantas conhecidas por inhame, idem. Algumas possuem mais e outras menos.

Dá pra gente, pessoas leigas, fazermos essa diferenciação? Ou até mesmo indicarmos pras outras qual variedade tem cada nutriente ou anti-nutriente específico? Não! Isso porque as plantas não são classificadas pelo formato da sua raiz, mas sim pelas características foliares.

Então, nesse contexto, onde cada um vai comprar um “inhame” diferente e sabendo que ele, assim como todas as coisas que comemos tem fatores bons e ruins, como aproveitar ao máximo os nutrientes do inhame que estamos oferecendo?

COZINHANDO. O cozimento para degrada grande parte dos fatores anti-nutricionais nos alimentos. Qual a forma mais adequada de eliminar os anti-nutrientes nessas plantas conhecidas por inhame? Cozimento na água (descarta a água de cozimento).

E cru? É perigoso, mortal, etc? Não, claro que não. Mas já que a finalidade é nutrir e já que estamos considerando colocar o leite de inhame definitivamente na dieta, porque não usar cozido pra aproveitar todos os benefícios? (sempre lembrando que rotatividade dos leites vegetais é importante e que não tem como ficar refém de um único alimento).

Como uma boa pesquisadora, cautelosa e responsável que ela é, aqui estão as referências que ela usou para explicar tudo direitinho para vocês e não ser algo tirado da cabeça ou colhido em fontes não confiáveis pelo mundo virtual e até mesmo o Sr. Google.

Referências:

– Elson Soares dos Santos1Esclarecimentos sobre as Denominações dos Gêneros Disoscorea e Colocasia http://www.emepa.org.br/anais/volume1/av117.pdf
– Gilberto Pedralli¹; Carlos A. Simões do Carmo²; Marney Cereda³; Mário Puiatti4. Uso de nomes populares para as espécies de Araceae e Dioscoreaceae no Brasil http://www.scielo.br/pdf/hb/v20n4/14485.pdf
– Magali LEONEL2 , *, Marney Pascoli CEREDA3. CARACTERIZAÇÃO FÍSICO-QUÍMICA DE ALGUMAS TUBEROSAS AMILÁCEAS1 http://www.scielo.br/pdf/cta/v22n1/a12v22n1.pdf
– S. Shanthakumari1 , V.R. Mohan*2 and John de Britto3 NUTRITIONAL -EVALUATION AND ELIMINATION OF TOXIC PRINCIPLES IN WILD YAM (Dioscorea spp.) http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=93911235012
– V. Arinathan, Veerabahu Ramasamy Mohan, A. Maruthupandian. NUTRITIONAL AND ANTI-NUTRITIONAL ATTRIBUTES OF SOME UNDER–UTILIZED TUBERS
http://www.veterinaria.uady.mx/ojs/index.php/TSA/article/view/164/44
– Andri Cahyo Kumoroa, c, , , Rr. Dewi Artanti Putrib, c, Catarina Sri Budiyatia, Diah Susetyo Retnowatia, Ratnawatia Kinetics of Calcium Oxalate Reduction in Taro (Colocasia Esculenta) Corm Chips during Treatments Using Baking Soda Solution http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S187661961400014X
– F.O. Omoruyi, L. Dilworth, H.N. Asemota, (2007) “Anti‐nutritional factors, zinc, iron and calcium in some Caribbean tuber crops and the effect of boiling or roasting” http://www.emeraldinsight.com/doi/abs/10.1108/00346650710726904

Como eu faço agora em casa:

leite de inhame faz com inhame cru ou cozido

  • Cozinhe 1 inhame em bastante água e com a panela destampada, assim os anti-nutrientes se perdem no vapor e na cocção.
  • Escorra e dispense a água do cozimento.
  • Bata o inhame cozido com 2 copos de água no liquidificador.
  • Não precisa coar e ele dura 2 dias na geladeira.

Ah! É comum ele ficar grossinho e parecer uma “mousse”, sabem? Mas é só colocar mais água na hora de fazer a vitamina que dá certo. Aqui em casa o leite de inhame é hit, pois é econômico, aumenta a imunidade, não altera sabor e fica grossinho como a Clara gosta, tipo vitamina de abacate.

As combinações queridinhas por aqui são:

  • Inhame com banana, canela e cacau em pó
  • Inhame com morango
  • Inhame com goiaba, farinha de chia, linhaça a aveia
  • Iname com manga

Agora vamos relembrar alguns posts para te ajudarem com os leites vegetais:

Leite vegetal para as crianças: qual escolher

8 receitas para deixar o leite das crianças mais gostoso e nutritivo

Espero ter ajudado.

Beijos.

Share Button