Imagem Shutterstock

Imagem Shutterstock

O post mais acessado do blog é o sobre a vacina de 2 meses e percebi que muitas mães entram nele buscando saber sobre as possíveis reações e outras sobre a diferença entre vacinar em posto de saúde ou em clínica particular.
Clara tomou as vacinas de hepatite B e a BCG na Maternidade. A vacina de hepatite B é obrigação de qualquer Maternidade aplicar e a BCG é paga. Achei melhor já vaciná-la na Maternidade por medo da reação.
Pensei: Mãe de primeira viagem, recém-nascido com reação de vacina logo na primeira semana não rola, né? Pois é, mas só depois de aplicada a vacina eu descobri que a reação podia vir depois de 1 mês (ressalvo que é só na vacina de BCG e foi essa a orientação que eu recebi da própria Maternidade). Graças à Deus, Clara não teve reação desta vacina.
Na realidade, Clara só teve reação com a vacina de 2 meses: febre e ela ficou mais dengosa (conto tudo aqui).
Antes de chegar o dia das vacinas de 2 meses, eu comecei a perguntar e pesquisar sobre onde dar a vacina. Consultei 3 pediatras, sendo que 2 deles aplicam as vacinas em seus consultórios, tio médico, amigas, internet e o que escutei foi:
diferenca das vacinas do posto e particular
Antigamente, a vacina de poliomelite era em gotas e pros Pediatras isso fazia diferença. Como essa alteração foi em agosto e Clara tomou as vacinas de 2 meses em setembro, não tive a necessidade de pagar por ela. Nas Clínicas Particulares essa vacina já era injetável. Desde Agosto de 2012 isso mudou na rede pública.

Qual a diferença entre as vacinas oral e injetável contra a poliomielite?
A vacina oral poliomielite (VOP) é uma vacina viva atenuada, administrada por via oral, segura, eficaz, induz imunidade duradoura contra os três tipos de poliovírus, capaz de competir com a circulação do vírus selvagem, interrompendo abruptamente a cadeia de transmissão da doença. Ao circular pela comunidade, nos comunicantes dos vacinados, promove imunização coletiva. A vacina inativada poliomielite (VIP) é administrada por via injetável, é segura, eficaz, desencadeia uma excelente resposta imune contra os três tipos de poliovírus.
 Por que a mudança da vacina de gotinhas para a injetável?
Porque o Brasil já está se preparando para a utilização apenas da vacina inativada quando houver a erradicação da poliomielite no mundo, momento em que será recomendado apenas o uso da vacina injetável. Essa vacina será incluída na vacina pentavalente junto com a vacina meningocócica C (conjugada), transformando-se na vacina heptavalente. Os laboratórios Bio-Manguinhos, Butantan e Fundação Ezequiel Dias-FUNED estão desenvolvendo este projeto. A previsão é que a vacina heptavalente esteja disponível no Programa Nacional de Imunizações (PNI) dentro de quatro a cinco anos.
 
 
Qual será a diferença do calendário de vacinação com a vacina injetável?
Antes a criança recebia a vacina oral poliomielite (VOP) em todo o esquema vacinal, aos 2 meses (primeira dose), 4 meses (segunda dose), 6 meses (terceira dose) e aos 15 meses (reforço). Agora, nas duas primeiras doses (2 e 4 meses de idade) a criança receberá a vacina inativada poliomielite (VIP) e na terceira dose (6 meses) e no reforço (15 meses) receberá a VOP. Criança menor de 5 anos de idade que iniciou esquema com VOP deverá completar o esquema com a mesma vacina. Criança menor de 5 anos que ainda não iniciou esquema com VOP deverá seguir o esquema sequencial.
Veja toda a atualização da Caderneta de Vacinação que ocorreu em Agosto de 2012 aqui no Portal da Saúde.
 
Uma observação interessante pra vocês saberem e não sei se são em todos os Postos de Saúde, é que a VIP é distribuída diariamente nos Postos e lá perto de casa, só às terças feiras é que tinha esta vacina.
Achei isso bem legal, pois comprova a alta rotatividade e a “teoria” de que as vacinas dos Postos são “fresquinhas”.
 
Outro ponto positivo e que vai ajudar muitas famílias que não tem condições de pagar pela vacinação de seus filhos, é que no segundo semestre deste ano, entrará no calendário de vacinação a vacina contra Catapora,
A vacina será disponibilizada ao Programa Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde a partir de agosto de 2013. Será aplicada em duas doses: a primeira, quando a criança tem 12 meses, e a segunda, aos quatro anos de idade.
“Com apenas uma picada o Brasil vai poder proteger suas crianças contra quatro tipos de doenças. Hoje, temos dados que mostram que quase 11 mil pessoas são internadas por ano pela varicela e temos mais de 160 óbitos. Além disso, tem uma economia no trabalho dos profissionais de saúde, pois usa-se apenas uma agulha, uma seringa, um único local de conservação”, declarou o ministro Alexandre Padilha.
Fonte: Portal da Saúde. Saiba mais aqui.
Eu fiquei sabendo desta alteração quando fui levar a Clara pra tomar suas vacinas de 6 meses e a Enfermeira do Posto me avisou que eu já teria a sorte de não pagar por esta vacina.
Quanto as reações, elas podem durar por 24 horas e normalmente é febre, o bebê fica mais choroso, o corpinho pode ficar dolorido, principalmente as perninhas e a maioria das vacinas são injetáveis e 1 picada em cada perna.
A vacina de Rotavírus é importante observar as fezes, se não tem nenhum traço de sangue e caso tenha, deve-se informar ao médico e avisar na próxima dose da mesma vacina. Na primeira dose da Rotavírus, aos 2 meses, tiver que esperar 10 minutos pra amamentar após a vacinação.
Clara tomou todas as vacinas na rede pública, pois tem um Posto De Saúde super bacana há 2 minutos de casa, ele é super limpo, as Enfermeiras são super delicadas e carinhosas com os bebês. Como disse, ela só teve reação nas vacinas de 2 meses e nunca mais.
Pra diminuir a dor das perninhas, eu sempre faço compressa de água gelada e coloco chá de camomila pra amenizar, amamento bastante, dou colo e mais colo e é só dengo em casa.
É muito importante manter a carteira de vacinação em dia. Por mais “doloroso” que seja a gente ver nossos Pequenos chorarem com a picada da agulha, é melhor prevenir do que remediar e outra, VACINAR EVITA DOENÇAS GRAVES.
Fonte: Portal da Saúde - Mas de acordo com as informações, em Agosto irá mudar e acrescentar a vacina contra catapora

Fonte: Portal da Saúde – Mas de acordo com as informações, em Agosto irá mudar e acrescentar a vacina contra catapora

E com vocês?
Como é no dia das vacinas?
Vacinam os Filhotes no SUS ou no particular?
 
Espero tê-los ajudado.
 
Beijos
Share Button

Comentários

  1. Com Joao foi assim também. Reação so uma vez. Ele sempre foi fortao e nem chorava. Nesta semana aplicamos todas as de um aninho e mais a da febre amarela, que por orientação da pediatra adiei. Nada de reação.

    Faço tudo no postinho mesmo. So paguei pela da varicela/catapora, que ainda nao tinha no Sus. Infelizmente as enfermeiras do postinho aqui são umas grossas e mal educadas. Me seguro pra nao falar poucas e boas. Nesta ultima, ela nao teve a menor delicadeza e tirou sangue do bracinho dele. Fiquei pra estourar.

    Mas da tudo certo. Beijoooo

    #amigacomenta