Imagem Shuttertock

Imagem Shuttertock

Existem muitas coisas que me incomodam quando nomeiam como comida de criança ou que dizem ser sinônimo de infância. Mas o que não entra na minha cabeça é como adultos gostam de oferecer e colocar na alimentação infantil a fofa da salsicha. Juro, se eu tivesse o poder, eliminaria esta praga do mundo, pois nada de bom ela tem, mas insistem em dizer que de vez em quando não faz mal. Faz mal sim, não é comida de criança, não deveria estar presente em cardápio escolar, em festas de buffets, nos lanches de fins de semana. Pra que dar hot dog pra criança entre todas as opções existentes no mundo?

Excesso de açúcar, frituras, corantes e mais um bocado de ingredientes desnecessários são encontrados na grande maioria, porque pasmem, chocolate é comida de criança, mas fruta não. A mãe que limita a alimentação de seu filho só com produtos naturais, frutas, verduras e legumes é a chata, xiiita, radical …. É a mãe errada, que vai criar seu filho de forma traumática, que não deixa seu filho aproveitar a infância.

Gente, por favor, em primeiro lugar, RESPEITO! Em segundo lugar, abram os olhos para as informações que chegam e mudem! Sim, eu sei que a cada dia surge um vilão e outro salvador da pátria na alimentação, mas busquem sempre informações científicas, de fontes confiáveis. MUDEM o que vocês fizeram no passado e tracem um novo e mais saudável futuro para seus filhos, façam com que eles tenham uma alimentação infantil saudável de fato.

Eu já fui verdadeiramente louca por salsicha e de todas as opções: com molho acebolado, no hot dog simples, pura, com purê de batata … Mas quando descobri de fato o que ela é, parei de comprar, não ofereci e proibi darem pra Clara em qualquer hipótese!

Na escola dela nunca apareceu no cardápio, mas se tivesse, pediria para dar ovo no lugar ou então só o resto da comida, mas sem a salsicha. Quando vamos em buffet, ela come qualquer outra coisa, menos o que tem salsicha. Em parques, jamais penso neste tipo de lanche como opção e assim seguimos a vida.

Olhe só este infográfico da Galileu que bacana e bem explicativo sobre a salsicha:

Fonte Galileu

Fonte Galileu

Alguns dias atrás pude acompanhar uma discussão sobre escolas colocarem salsicha na aula de culinária. Algumas mães disseram achar que de vez em quando não tem problema, que salsicha tem gosto de infância (?), que é exagero não deixarmos nossas crianças comerem ou então sem participar destes momentos. Outras concordaram que era uma absurdo dentre tantas opções existentes a escola colocar este item na aula de culinária, que não fazia bem pra saúde. Foi uma discussão onde pude perceber que a cultura antiga do que não era um alimento ruim ainda é muito forte, mesmo com tantos estudos científicos, evolução do mundo.

Já tinha falado sobre não oferecer para crianças até 2 anos , e claro, salsicha está na lista. Reveja todos os 21 itens AQUI!

Já tinha falado sobre não oferecer para crianças até 2 anos , e claro, salsicha está na lista. Reveja todos os 21 itens AQUI!

Não importa a marca, a empresa. Nenhuma salsicha faz bem, é indicada para substituir uma proteína animal no cardápio e muito menos estar presente na alimentação infantil.

Se seu filho nunca comeu, não precisa comer. Ele não será infeliz se nunca comer cachorro quente. Ele será infeliz se você não amá-lo, não der carinho, afeto, não respeitá-lo, não brincar com ele, não der colo. Não porque não comeu salsicha.

Tem um texto muito bacana sobre exceção na alimentação infantil, vale a pena a leitura, caso você não tenha lido ainda. Olhe aqui o link. A exceção vira rotina muito fácil, principalmente quando tratamos de crianças. Pense por você, se na sua casa você tem o hábito de jantar lanches, em quanto tempo o lanche só aos fins de semana também passou para sexta e depois para todos os dias? Viu só, a exceção virou rotina e agora você só janta lanches ao invés de salada e grelhado ou comida!

Espero ter ajudado.

Beijos.

Share Button