Imagem Shutterstock

Imagem Shutterstock

Meu sonho sempre foi ser mãe, sempre gostei muito de criança e elas de mim, pois sempre sentava no chão brincava, as levava pra passear e as tratava com carinho. Meus irmãos são bem mais novos do que eu, meu irmão 7 e minha irmã 10 anos, e treinei muita coisa com eles rsrs. Se eles queriam passear de metro, eu os levava; tinha que ir fantasiado na escola, eu os levava na 25 de março pra comprar; queriam lanchar fora, eu ia com eles e sempre foi assim. Mas claro que existe uma grande diferença entre brincar com os filhos dos outros e ter os seus. Quer ser mãe? Então prepare-se!

Quando engravidei, o perfil do meu twitter mudou totalmente, já não seguia mais decoradores e lojas e sim lojas de produtos infantis e aos poucos fui descobrindo a tal da “Blogosfera Materna” e comecei a seguir alguns blogs e blogueiras, até que fiz o meu blog aqui!

Com a gestação, também descobri alguns grupos no facebook e unidos aos posts dos blogs fui lendo, trocando informações, tirando dúvidas de coisas que estavam acontecendo durante minha gravidez e coisas que poderiam acontecer no futuro.

Lembro que algumas blogueiras me diziam:

– Calma, Paola apressadinha! rsrs

Mas eu sou assim: ansiosa e quando quero fazer algo, quero saber tudo e fazer bem feito!

O  que quero dizer com tudo isso:

Muitas mulheres querem ser mães, mas ser mãe não é fácil. Muito pelo contrário, é muito difícil e cansativo, mas também é prazeroso.

Alguns dias atrás, eu li em algum lugar um depoimento que me machucou o coração:

“Meu filho tem X dias, fica pendurado no peito mais de Xhs e eu não tenho mais paciência, grito com ele e desconto meu cansaço nele”

Gente, o filho em questão tinha menos de 1 mês!
Normalmente os bebês nesta idade não entenderam ainda o processo de sair do útero materno. Ele precisa de colo, carinho, amor, afeto … da mãe! E qual a forma de ficar mais perto de sua mãe? Se alimentando!
Não estou defendendo ou não a amamentação, não é esse o foco hoje e sim que pra ser mãe é importante você buscar informação, ler e saber que não é um conto de fadas.

Mulheres que querem ser mães, tem que parar de imaginar que sua vida será um lindo conto de fadas, onde os bebês dormem horas seguidas, mamam pouco e que a noite não irá acordar!

Bebê mama bastante, faz muito coco, xixi e com isso você tem que trocar fralda e pode acontecer acidentes durante e vir xixi e coco na sua cara rsrs; você pode sim ficar noites e noites sem dormir e nem por isso deixará de ser prazeroso ser mãe. Bebê chora, mas também ri!

Você adulta é quem tem que criar o vínculo com seu filho, transmitir segurança, aconchego, carinho e amor. Ele precisa se sentir seguro e amado e com isso tudo vai melhorando com o passar dos dias.

Sim, fiquei exausta. Até hoje não durmo direito e pra minha surpresa o Pediatra me avisou na última consulta:Quando Maria Clara nasceu, ela acordava no MÁXIMO a cada 1 hora pra mamar, mamava 5 minutos e dormia, pra ela ganhar peso e eu produzir mais leite, tinha que tirar a roupinha dela pra ela acordar e ela chupetava meu peito e assim fomos por mais de 2 meses.

– Mãe, agora com 3 meses, a tendência é o bebê dormir menos durante o dia!

Minha resposta:

– Então, Clara não vai dormir mais, pois ela já não dorme bem durante o dia ahahhahahaha

Dito e feito, se ela dorme 1 hora durante o dia é muito!

Fico com o coração partido quando vejo alguns relatos de decepção, pois as mulheres realmente imaginavam que teriam uma boneca pra cuidar e não um ser humano.
Tenho medo até de pensar o que podem fazer com seus filhos em casa.

Pra ser mãe, no início precisamos sim abrir mão de algumas coisas, nova vida muda, nosso corpo mais ainda.
Precisamos adquirir paciência, pois não é fácil;
Precisamos aprender a ser práticas, pra facilitar nossa vida;
Precisamos entender que cada bebê é de um jeito e não devemos nos frustar se nosso filho dorme pouco, come diferente, se desenvolve ao seu modo;
Precisamos aceitar que perfeição não existe e que temos que transformar nossa “imperfeição” em prazer e assim viver feliz;
Precisamos conversar com os Maridos e explicar nossos medos, mudanças, anseios e dizer que independente do cansaço e do filho novo, o amamos. Existem homens que ficam com ciúmes dos filhos, principalmente quando tudo é novidade.

Outro ponto muito importante é a relação com o Marido. Não acho que devemos nos anular como mulher, pelo contrário, eu tento ao máximo me arrumar todos os dias pra eu me sentir bem. Me maquio,  hidrato meu cabelo, faço as unhas e tiro o pijama. Assim me sinto melhor e sei que pro meu Marido também é bacana.

Sempre conversei com ele durante a gravidez de como ficaria nossa vida pós nascimento da Clara e ele sempre disse:

– Vai ficar igual e/ou melhorar! Vamos continuar iguais um com o outro e cuidar dela com todo nosso amor!

E é verdade, ele me ajuda pouco em relação a Clara, nunca trocou fralda alguma e ainda não sabe muito como lidar com um chorinho dela. Acredito que conforme ela for crescendo e interagindo mais, eles ficarão mais juntos.
Mas por outro lado, não me cobra nada! Não me cobra se a casa está bagunçada, se não tem comida feita ou se a roupa que ele quer usar não está passada.
Pelo contrário, um dia ele me disse:

– Quanto melhor você cuidar da nossa Filha, mais eu vou te amar e eu entendo essa nossa fase!

Quase morri de tanto amor, né?

Por isso eu digo, o importante é se preparar!
Lógico que temos surpresas ao longo da Vida de Mãe, cada casa/família é uma, mas algumas coisas são super parecidas.
As surpresas são o que causam as tantas “emoções” de ser mãe.
E pra finalizar: Ser mãe é maravilhoso!

E vocês? O que acham disso tudo?
Beijos

Share Button

Comentários

  1. Existe muita enganação nessa coisa de maternidade, muita mulher acha que nao vai ter cansaço, responsabilidades, querem que o filho saia ja comendo e bebendo sozinho, coisa de mulher que nao pensa e nao esta preparada psicologicamente pra ser mãe!

    Igual a vida do casal não fica, mas juntos podem viver de outra maneira, buscar outros meios de se dedicar um ao outro e ao filho ao mesmo tempo! XD é assim que percebemos quando o amor é verdadeiro!

  2. OiPaola, para ser mãoe temos que ter muita paciência, dedicação e abrir mão de muitas coisas. A maternidade é maravilhosa, mas não é o conto de fadsa que é mostrado na televisão. O seu post está ótimo e mostrando a realidade.

    O final de semana está chegando e desejamos tenham momentos maravilhosos em família. Na segunda-feira (26/11) é dia de compartilhar o Nossos Momentos no Recanto. Te convidamos a compartilhar alegrias conosco!
    http://www.recantodasmamaesblogueiras.com/2012/11/nossos-momentos_12.html

    Lembramos que todos os posts participantes serão divulgados no FB e Twitter do Recanto.

    Equipe Recanto das Mamães Blogueiras

  3. Paolo, concordo quando vc diz que tem muita mãe que não está preparada para cuidar de uma criança, acredito que grande parte está relacionado ao quanto vc se preparou antes… Lendo, se informando, perguntando a quem já é mãe, assim vão se desfazendo os mitos e se torna mais real o que é ter um bebê em casa. Como vc, sempre sonhei ser mãe, mas como filha caçula, tive que cuidar de crianças fora de casa…hehe Minha mãe tinha uma conhecida que havia acabado de ter bebê, e sugeriu que eu “cuidasse”dele, isso aos 10 anos! Meu primeiro bebê, com ele aprendi tudo, como trocar fralda,dar mamadeira, colocar pra dormir (hoje, “meu bebê” tem 24 anos, é um lindo rapaz!) e assim fui seguindo, cuidando de bebês no berçário da igreja, dos primos desse primeiro bebê. Me casei aos 20 anos, e com 24 decidimos que era hora de termos um bebê. Curti ao máximo a gravidez (morro de saudade até hoje!), a Renata nasceu,uma linda bebê saudável, mas que não ganhava peso de jeito nenhum. E agora? Eu, berçarista formada pela Cruz Vermelha, havia cuidado de tantos bebês, mas uma coisa nunca tinha feito: amamentado! Então, o que quero dizer com esse depoimento, é que a preparação é muito importante sim, mas só quando se é mãe que se percebe o quanto é complexo e complicada a maternidade. Ah, só para encurtar, hoje minha “pequena” acaba de completar 9 anos, uma menina linda (claro, sou corujíssima!) que me faz cada dia tentar ser um pouco melhor! Baci

  4. Nossa Paola, tô encantada com seu blog. Estou casada há 4 anos e eu e meu esposo estamos planejando nosso bebe pro ano que vem, sei que não será fácil.E ler tuas palavras estão me ajudando e me mostrando tudo o que me espera lá pra frente. Amei, e vou te acompanhar.

    Beijos

  5. Ser mãe, é mais que ter um filho é dedicação, atenção, cuidados, é levantar de madrugada pra cuidar, levar no médico quando esta doente, é muitas vezes deixar de sair pra se dedicar a um ser depende de você. Pois pari um filho e deixar para outros cuidar é fácil. Pois ser mãe é dedicação pro resto da vida ha uma pessoa que você colocou no mundo.