Imagem Shuttersotck

Imagem Shuttersotck

Em alguns momentos da maternidade nos vemos perdidas ou sem saber como lidar com certas situações e reações de nossos filhos. Elas podem ser passageiras ou se tornarem constantes e com isso a preocupação toma conta da gente, afinal, queremos sempre estar no controle. Além da ajuda em grupos nas redes sociais, amigos e parentes, muitas vezes precisamos de profissionais especializados para contribuir positivamente com a gente.

Faço parte de vários grupos maternos no Facebook e vejo quantas de nós, mães, pedimos indicações de especialistas em psicologia infantil ou outras especialidades. Até mesmo aqui no blog recebo comentários e emails perguntando se eu indico ou conheço profissionais e foi aí que eu conheci o mundopsicologos, que funciona como um diretório de clinicas e empresas ligadas a psicologia e suas diferentes linhas de analise, entre elas a Psicologia Infantil.

Quando eu era mais jovem, lembro de fazer terapia com um especialista em psicologia para adolescência e ter super me ajudado a entender algumas coisas dentro de mim, parei na época e só voltei depois que me separei do meu primeiro marido, até para me ajudar a entender outras coisas que não queria de jeito nenhum em um novo relacionamento.

Desde então, eu percebi o quanto é importante a ajuda de psicólogos em diversos momentos, principalmente na hora de educar nossos pequenos. Não que seja regra todo mundo ir atrás de um profissional, mas já pararam para analisar que em alguns casos não sabemos como lidar com o excesso de energia de nosso filho ou então com as brigas dentro de casa que acabam refletindo na criança? Além de outras coisinhas.

Eu tenho um amigo que crescemos juntos, que sempre foi o “peralta” da turma. Era o que batia em todo mundo, foi convidado a se retirar de 4 escolas, nunca terminava nada que começava, nem quando era algo que criança amaria fazer, como ir para escolinha de futebol solicitada por ele ou academia quando adolescente. Ele sempre foi assim e enquanto o resto da turma ia fazendo faculdade, se formando, trabalhando, casando, realizando sonhos e planejando a vida, ele ficava lá, estagnado e sem saber como seguir adiante. Super inteligente, lindo, o melhor amigo de todos, mas algo o fazia não ir pra frente. Foi aí que com seus 24 anos resolveu procurar ajuda de um profissional e descobriu ter TDHA e estar em depressão.

Com essa história bem próxima de mim, eu pude perceber que se os pais dele tivessem procurado ajuda lá atrás, as coisas poderiam ter sido diferentes e o diagnóstico de algo teria sido mais efetivo.

No mundopsicologos, além de poder encontrar os profissionais especializados em sua cidade, você também pode tirar duvidas com profissionais especializados e ler conteúdos escritos por psicólogos especialistas que são atualizados diariamente. É super bacana, pois além de conteúdo diverso, você tem uma vasta lista de psicólogos infantis e seus contatos, o que super ajuda na busca pelo qual você irá escolher!

Bacana não? Espero que ajude na busca por algum profissional, caso precisem.

Beijos.

* Este post foi patrocinado por uma empresa que confia na gente.

 

 

Share Button