Imagem: Shutterstock

Imagem: Shutterstock

Quem me conhece sabe que eu amo cozinhar e que é um prazer pra mim preparar as comidinhas lá em casa. Agora vocês imaginam pra Clara, né??? Nossa, tenho mais vontade e disposição. Até porque, apesar dela ser pequena, é na introdução alimentar que ela começa a descobrir as novas texturas, sabores, odores. É uma fase de desenvolvimento importante. Mas o tempo é curto e nada melhor do que fazer a papinha de bebê unidas a praticidade de fazer 4 receitas em 1 dia.

É agora que inicia seu paladar e por tudo isso, acho que as papinhas devem ser gostosas sim e pra isso, devemos temperar e escolher as combinações pertinentes dos ingredientes pra não parecer uma “gororoba” sem sentido.

Quando fiz faculdade de nutrição, eu aprendi (óbvio) como fazer cardápio e a combinar os alimentos no prato em harmonia e é isso que faço com as papinhas da Clara.

Esse fim de semana eu comprei alguns ingredientes novos e fiz 4 tipos de papinhas diferentes e as congelei pra ela jantar todos os dias quando chegar do berçário.

Eu compro os alimentos orgânicos em um Sacolão perto de casa e tem também a Feira Orgânica do Parque da Água Branca.

Os ingredientes escolhidos foram:

 

Abóbora, abobrinha, agrião, couve manteiga, ervilha fresca, chuchu, mandioquinha, berinjela, batata inglesa, cenoura, frango, cebola, alho, salsinha, azeite.

Eu cozinhei os ingredientes todos separados, em panela fechada com pouca água (relembre o porque de tudo isso aquil) e o mais legal foi na hora de misturá-los e resultar em 4 tipos de papas diferentes, assim minimiza tempo.

 

Pra facilitar a amassar os legumes, eu sempre guardo um pouco da água da cocção  e o caldo do frango

Depois que eu misturo os ingredientes, eu refogo a papa com alho, cebola, azeite e salsinha pra dar o gosto de comida temperada e depois acrescento a verdura bem picadinha.

Papa 01 –

Couve
Berinjela
Batata
Mandioquinha
Chuchu
Frango

Papa 02

Agrião
Abóbora
Cenoura
Mandioquinha
Ervilha
Frango

Papa 03

Agrião
Abobrinha
Chuchu
Ervilha
Batata
Frango

Papa 04

Couve
Batata
Ervilha
Chuchu
Cenoura
Frango

Pra congelar eu as coloquei em potinhos separados e numerados, assim eu consigo variar durante a semana e sei qual papinha Clara mais vai comer. Normalmente eu coloco 2 colheres de sopa em cada potinho e nem sempre ela come tudo.
Confesso que na escola ela come melhor …. o que será que tem lá, hein??? haahhahahahhaha

E vocês?
Como vocês fazem as papinhas dos Bebês???

Um blog que gosto muito de pegar receitinhas e dicas é o Delícias do Dudu e confesso que a abóbora eu escolhi porque lembrei de uma receita que ela postou quando ainda estava grávida da Clara e já guardei na cabeça a vontade de fazer assim que ela pudesse comer. Ainda não foi exatamente a receita daquele diz, mas o ingrediente sim! A receita é esta aqui, Mini Abóbora Recheada.

Beijos

Á partir de 6 meses.

Share Button

Comentários

  1. Nossa Paola que disposição, parabéns! Confesso que cozinho por obrigação e sempre tive muitas dúvidas em como combinar os legumes, então usava a técnica de um legume de cada cor e uma folha para não errar.
    Beijos
    Débora
    #amigacomenta
    @personalbebe

  2. Eu não sou muito fã de cozinhar, esse negócio de fazer todos os dias por obrigação acabou com a paixão que eu tinha. Mas confesso que de vez em quando faço umas comidinhas que até eu me orgulho…rsrs

    Adorei seu post!
    Bjs
    Tati
    #amigacomenta

  3. Eu peguei muitas receitas no site da ministério da saúde, e segui a orientação do pediatra e do homeopata, sei que existe uma infinidade de receitas, sempre variava nas minhas mas tinha coisa que eu realmente não usava e alguma até agora não usei, figado de boi é uma delas, agrião nem sabia que se usava em sopinhas, nunca vi nas receitas que peguei, até o médico me disse que a criança ainda não tem enzimas p/ digerir alguns verdes, ele me deu uma pequena lista do que eu podia deixar de fora que não ia fazer falta e o figado ele disse que enquanto eu pudesse evitar de dar era p/ evitar.
    Bjs
    #amigacomenta

  4. Paola,
    menina, espero um dia ter a disposição e o talento para cozinhar assim, viu? Eu sou um zero a esquerda na cozinha e quando a filhota era bebê sempre fazia o basiquinho…
    Parabéns!
    Um abraço,
    Flávia Pellegrini
    #amigacomenta
    @blognapracinha