Casa Segura: Como evitar acidentes domésticos com as crianças

Imagem Shutterstock

Faz um tempo que fui em um evento sobre casa segura e como evitar acidentes domésticos com as crianças, Quem falou sobre o assunto foi a Diretora da Ong Criança Segura,  a Simone e o Pediatra Dr. Antony Wong. Segundo eles, todo e qualquer acidente doméstico pode ser prevenido, ou seja, precisamos ter muita atenção em certos detalhes que ficam despercebidos na correria do dia a dia.

Fiquei impressionada em saber que os acidentes domésticos são as principais causas de óbito em crianças de 1 à 14 anos de idade, isso é muito grave e com poucas atitudes podemos evitá-los, pelo menos em 90%.

Nunca me esqueço de um dia, enquanto Clara estava na banheira brincando, com pouca água e eu fui aproveitar pra escovar o dente, pronto! Bastou isso pra ela escorregar e cair de frente pra água e se afogar. Gente, fiquei desesperada na hora e nunca mais a deixei sozinha nem por um milésimo dentro da banheira.
Eu achava que como ela já estava durinha, não teria problema e está aí o grande problema, acharmos que conosco nunca vai acontecer.
Afogamento é um dos 3 principais acidentes. No dia do evento, eles falaram sobre os principais acidentes domésticos (o vídeo foi gravado pelo celular):

 

Quando trabalhei em hospital, tive um paciente que chegou com 95% do corpo queimado por causa de álcool pra ascender a churrasqueira. vocês tem ideia do que são 95% do corpo com queimadura de terceiro grau? A criança de 8 anos fez várias cirurgias de raspagem da pele, não aguentou e veio a óbito. Lembro que chorei horrores, pois foi o primeiro paciente pediátrico que perdi.
Olha só que bacana o que o Ariel e a ONG Criança Segura fizeram pra ilustrar e dar orientações em como deixar sua casa segura e evitar os acidentes domésticos:
casa segura contra acidentes domesticoscasa segura contra acidentes domesticos
casa segura contra acidentes domesticos

casa segura contra acidentes domesticos
Sempre é bom ficarmos alertas e atentas, pois ninguém quer passar sufoco, né?

Agora olha só outras dicas faladas no dia do evento:

  • Queda de grande altura é quando a criança caiu 3X sua altura;
  • Não adianta proteger só sua casa, tem que ensinar, pois a criança vai em outras residências;
  • Algumas coisas NÃO são negociáveis;
  • Dedo na tomada: ensine que não pode, mas coloque o protetor. NÃO existe essa de aprender na dor!
  • Toda e qualquer janela deve ter grade ou rede protetora.
  •  Compre móveis com cantos arredondados;
  • Coloque os medicamentos e produtos de limpeza há 1.30 metro de altura, pois intoxicação por meio deles é a a segunda maior causa de acidentes;
  • Cuidado com sua fala. O poder da palavra dos pais sobre seus filhos é imenso, desta forma, nunca deve-se falar que remédio é gostoso, por exemplo;
  • Limite pra criança é igual ao amor, ou seja, precisa ser dado desde sempre;
  • Crianças aprendem pelo modelo em casa e nada acontece porque Deus quis;
  • Cabe ao adulto tomar precauções pra criança não se acidentar;
  • Não dê água ou leite quando as crianças beberem alguma coisa e também não provoque vômitos;
  • Se engolir pilha tipo moeda, vá ao hospital pois a mesma causa corrosão no intestino;
  • Cuidado com os cinzeiros sujos e maços de cigarro, pois 1 cigarro ou 2 bitucas que a criança mastiga tem a quantidade de nicotina suficiente pra causar convulsão e 25% de chances de ataque cardíaco.
Imagem Shutterstock

Imagem Shutterstock

No site da Criança Segura tem informações super importantes pra evitar todo e qualquer acidente, corre lá pra fuçar e ler tudinho: www.criancasegura.org.br

Beijos

Share Button

Comentários

  1. Nossa que nervoso me deu agora, eu tenho um filhinho de 2 meses, e nunca tinha me atentado a isso, penso que é cedo demais para me preocupar, mas não… preciso ficar atenta, ótimo post. Achei seu blog por coincidência, fui pesquisar sobre reações da vacina de 2 meses, pois meu neném está febril e achei seu blog… amei, e vou acompanhar a partir de agora.
    Att
    Nanda Silveira. Campinas SP.