Eu vou estar lá …. Vem também!

Oi gente, tudo bem?

Hoje é dia de mais uma blogagem coletiva e ela tem um gostinho mais do que especial pra mim.
Uma das coisas que gosto em ter um blog, é poder levar informação e ajudar quando posso e este ano, pela primeira vez vou ajudar a Campanha do Câncer de Mama ativamente.

Sim! Pela primeira vez vou participar da Corrida Corrida e Caminhada Pelo Câncer de Mama no domingo dia 25/8 aqui em São Paulo.
Quer participar também? Ainda dá tempo, veja aqui como fazer parte desta linda campanha.
Se não pode correr, mora em outra cidade, pra ajudar, basta comprar os diversos itens da linha Alvo Azul!

Na minha família eu tive alguns casos de Câncer não muito bem sucedidos. Minha avó materna, aquela que já contei pra vocês que me criou desde os 4 anos teve câncer de mama, precisou retirar a mama, fez quimioterapia, radioterapia e depois de 2 anos achando que estava curada, veio a metastase pro pulmão e ela faleceu.

Pois é! O diagnóstico do Câncer de Mama na minha avó foi tardio e por isso ela teve que passar por vários tratamentos que se ela tivesse percebido antes não precisaria.
Chegaram a sentir o “caroço” do tamanho de um feijão em sua mama, mas o médico da época falou que não era nada, e com bolsa de água quente essa “bolinha” iria sumir. Depois de quase um ano veio o diagnóstivo do Câncer Maligno.

Enfim, na época foi uma soma de tudo: ignorância por parte da família, ela morava em uma cidade pequena do interior, onde tem apenas 1 médico, daqueles médicos de família que você super confia, sabem? E quase um ano depois, em São Paulo veio o diagnóstico “correto”.

O auto exame não é difícil de fazer, é necessário e pode ajudar no diagnóstico precoce., ele ajuda a prevenir 80% dos casos. No site do IBCC (Instituto Brasileiro do Controle do Câncer) você encontra informações preciosas sobre câncer, tratamento, auto exame, dúvidas e mitos entre outros assuntos relacionados à doença.
Este ano, ele comemora 45 anos de existência e a cada ano cresce e se desenvolve mais, sempre com objetivo de perfeição no tratamento e atender um maior número de pacientes com tecnologia de ponta.

Fonte: IBCC – auto exames mamas

Fonte: IBCC – auto exame mamas

Pra ajudar a manter e desenvolver o Instituto, o IBCC realiza há 18 anos no Brasil a campanha O Câncer de Mama no Alvo da moda e a marca ficou registrada desde então.
Me lembro que na primeira campanha, eram apenas camisetas básicas com o símbolo azul no meio do peito e conforme foram passando os anos, mais peças e formas aderiram aos itens de moda.

hoje tem bolsas, chinelos, blusinhas, camisetas, moletons.

“O IBCC realiza no Brasil, desde 1995, a campanha O Câncer de Mama no Alvo da Moda, criada pelo estilista Ralph Lauren e lançada pelo Conselho de Designers de Moda da América (CFDA), em 1994.
Esta Campanha é símbolo da conscientização sobre o tipo de câncer que mais mata mulheres no mundo, tendo se tornado referência na disseminação de informações sobre o câncer de mama como forma de orientar as mulheres em busca do diagnóstico precoce para o controle da doença.” – Fonte: IBCC


Depois que passei por tudo isso na minha família, com minha “avómãe”, o que ficou guardado pra mim é que precisamos nos cuidar, prestar atenção em nós, no nosso corpo, na nossa mente, no nosso espírito (cada um com sua crença).

Nós mulheres e mães cuidamos de tudo e de todos e muitas vezes, na sua grande maioria esquecemos de nós mesmos.
O que mais vejo postado por aí é que o filho está doente a mãe cuida dele, o marido está doente a esposa cuida dele e quando a mãe/esposa fica doente, não tem ninguém pra cuidar e isso não pode ser assim.

se não tem ninguém pra cuidar, tem que ter pelo menos a gente mesmo, né?

Mulherada, está na hora da gente olhar pra nosso umbigo e nos cuidarmos, afinal, precisamos ter vida longa com saúde pra vermos nossos filhos crescerem, viajarmos, realizarmos sonhos, vermos nossos netos, bisnetos, tataranetos …….

Beijos

Share Button

Comentários

  1. Oieee,

    Aqui também temos o histórico da doença na família, felizmente minha mãe conseguiu retirar o nódulo e tudo ficou bem, mas o que a salvou foi justamente a descoberta precoce!
    Muito obrigada pelo seu apoio e domingo nos vemos lá!

    Beeeijo,

    Loreta 😉
    @bagagemdemae