Imagem: shutterstock

Volta às aulas e com ela a tão difícil tarefa de elaborar a lancheira das crianças. Existem vários fatores que normamente faz com que a gente ache mais complicado do que realmente é tal refeição. Medo de conservação, praticidade, criatividade, indústria alimentícia a todo vapor querendo fazer você acreditar que algumas opções são feitas especialmente pra nossas crianças quando na realidade não são colaboram pra sabotarmos a alimentação dos pequenos e antes que me falem que é de vez em quando, peço que parem e contem quantos dias letivos seu filho vai ter este ano. No caso da Clara, serão 200, ou seja, não posso dizer que isso é de vez em quanto certo? Afinal o ano tem 365 dias, por isso, no post de hoje, trago 10 dicas pra uma lancheira saudável!

São refeições que eles fazem todos os dias, em um ambiente social que eles passam normalmente a maior parte do tempo, onde crescem, ajuda no desenvolvimento deles, colabora na formaçao de hábitos. Alguns deles lancham 2 vezes ao dia e por mais que eles comam de tudo, super bem no almoço e no jantar, os lanches intermediários, na escola ou em casa fazem parte do conjunto da alimentação, pois devemos suprir as necessidades de todos os macro e micronutrientes divididos nas 5 ou 6 refeições diárias.

Quando falamos em lanche escolar, temos duas situações: o lanche oferecido pela instituição de ensino ou enviada de casa. E em cada uma delas precisamos ficar atentas.

No caso das escolas que oferecem as refeições, se informe sobre quem elabora o cardápio, como são preparadas as refeições, se o suco de fruta é adoçado, analise com muita atenção a variedade oferecida e fique atenta aos industrializados. Caso não esteja de acordo, converse com a direção, converse com outros pais e busque melhorias, afinal, é um direito da criança comer de acordo com sua idade e de forma saudável a escola sendo paga ou não. Sei que não vivemos em um mundo perfeito, mas também ficar de braços cruzados só dizendo amém com o que não concordamos não adianta nada, não é? Precisamos pelo menos tentar!

No caso das escolas em que as crianças levam os lanches de casa, é uma questão de consciência de cada família e claro, educação alimentar do seu filho. Você não deve copiar a lancheira amiga com algo que não é bacana porque o amiguinho leva. O que eu acho legal é os pais que são conscientes tentarem se reunir e fazerem uma reunião com a direção proibindo alguns itens nas lancheiras. Por exemplo, na escola de uma paciente minha, é proibido levar bolacha recheada, salgadinho de pacote, chocolate, balas, chicletes e refrigerantes. Já é um avanço!

Imagem: Shutterstock

Agora vamos as dicas:

1 – Invista em uma boa lancheira térmica

Não adianta ela ser do personagem preferido ou a  mais linda da escola. A função da lancheira é de transporte do lanche e preservação do mesmo! Caso queira uma lancheira “bonitinha mas ordinária”, invista nos utensílios térmicos individuais.

2 – Invista em uma boa garrinha térmica

Uma boa garrafinha térmica te ajuda a mandar uma água geladinha e fresquinha pro seu filho e até mesmo um suco natural! Isso mesmo, suco natural, basta apenas mandar sucos que não oxidam que dá super certo! Suco de maracujá, frutas vermelhas, melancia, melão, maracujá com capim santo, melancia com hortelã, melão com hortelã dá certo e tenho mais uma dica: bata as frutas separadas no liquidificador, coloque em formas de gelo e leve ao freezer ou congelador! Coloque na garrafinha térmica com água no dia da escola. Até o horário do lanche, as pedras de gelo já derreteram, aí é só agitar a garrafinha e pronto, um suco natural, pronto pra consumo!

3 – Seja criativa

Tomate cereja, palitos de pepino, cenoura baby ou até mesmo cenoura cortada em palito, ovo de codorna cozido são opções muito bacanas e cheias de nutrientes pra eles levarem na escola, por exemplo!

4 – Você já tem um hábito alimentar, faça diferente e melhor com seu filho

Você já tem o hábito de precisar tomar suco, deixe seu pequeno preferir água, você já sabe que aquela bolacha recheada ou sem recheio é uma delícia, seu filho, até uns 5 anos não precisa saber disso. Acredite, é possível fazer diferente com eles e vale super a pena! Você pode e espero que esteja mega saudável hoje, mesmo tendo comido várias coisas que hoje falamos que são erradas, mas mesmo assim, faça diferente com eles!

5 – Abuse da água

Ah,  a água! O melhor de todos os líquidos. Você sabia que o ser humano resiste ficar mais de 2 dias em jejum, mas não aguenta ficar mais de 1 dia sem nada de água? Estudos já mostram os maleficios dos sucos, os industrializados na sua maioria tem açúcar e são bombas calóricas. Além de mais barato, é o que realmente mata a sede e hidrata!

6 – Ensine em casa pra ele ser exemplo na escola

Se em casa seu filho tem uma boa educação alimentar, por mais que o lanche do lado tenha uma barra de chocolate, ele pode olhar, ter vontade de comer, mas não vai passar vontade. Ele vai chegar e te falar ou então vai querer experimentar um pedaço e pronto!

Falo isso pela Clara, ela vai nas festas, vê brigadeiros, doces e não liga. Eu pego, ofereço pra ela e ela não liga de maneira alguma. Da mesma forma com chocolates e afins!

Tenho um paciente que foi exemplo de lanche da escola e os amiguinhos pediram pras mães mandarem lanche igual ao dele e advinhem só, era palitinho de tomate cereja com mussarela de búfala!

7 – Faça da feira ou sacolão sua melhor amiga

Frutas, legumes, verduras são sempre as melhores opções pra estar presente nas lancheiras! Verduras podem e devem estar nos recheios de sanduíches, tortas, patês. Abuse da variedade que temos em nosso País pra diexar o lanche mais colorido e nutritivo.

8 – Fuja dos industrializados “especialmente feito pras crianças”

Sucos de personagens, bolachas recheadas com mais leite, mais esse nutriente ou aquele, vale mais que um bifinho, são tudo enganação! Ok, podem até ter os tais nutrientes ditos nas embalagens, mas o que vem junto e em excesso é muito mais do que o benefício.

Comida de criança é caseira, é encontrada em horta, pomar e não em potinhos embalados, simples assim!

9 – Abuse da variedade

Não precisa mandar só maçã, banana, suco de uva e bisnaguinha com requeijão. Tem uva, tomate, pera, kiwi, ameixa, nectarina, mexerica, abacaxi, melão, melancia, pepino, pão integral, geleia, manteiga, queijo ….. enfim, mais um monte de coisas!

10 – Acredite que é possível

Acredite que é possível variar na lancheira, que as crianças orientadas aceitam as novas opções, que vale muito mais a pena do que simplesmente colocar o suco de caixinha, o pacote com bolacha recheada próprio pra lancheira e a maçã, só porque é fácil e é de ” vez em quando”!

Quer ler mais sobre o assunto? Relembrem estes posts que já fiz por aqui:

Dicas para uma lancheira saudável com link pra receitas variadas

Sugestão de cardápio semanal para lancheira

21 alimentos que crianças com menos de 2 anos não devem comer

Não consegue fazer um cardápio bacana e variado pro seu filho? Eu te ajudo! Tenho a opção de cardápios personalizados para lancheiras e lanches. Envie um email para [email protected] e solicite um orçamento!

Beijos,

Share Button