Esse ano pude conhecer pessoas bacanas dentro da blogosfera materna e seus “adornos” e entre elas, conheci a Analu nos Mãenicômios que fazemos juntos da Rede Mulher e Mãe. Ela, um doce de pessoa, nossa caçulinha, loiraça de olhos claros, linda, com voz suave e meiga é dona de uma empresa que vende algo que eu adoro e particularmente acho que não deve faltar nos itens primordiais do enxoval: WrapSling.

Já falei por aqui e na fanpage sobre a teoria da Extero Gestação, que fala que nos três primeiros meses de vida o bebê ainda não entendeu que saiu do ventre materno e na teoria tem 5 dicas pra amenizar este começo. Uma das dicas, é carregar os bebês em slings, pois ele fica na posição que ficava dentro de nossa barriga, sente nossos batimentos cardíacos e nós mães ficamos com as mãos livres ora fazer todo o resto que precisamos.

Bom, sobre o Wrap, ninguém melhor pra falar dele do que a Analu, Proprietária da Kangulu Wrap Sling, 27 anos, mãe da Isa de 3 anos e 2 meses e da Nina, uma Dog chilena.

Com vocês, Analu e Kangulu WrapSling


 
1 –De onde veio essa idéia do sling?
 
O Moderno sling foi criado em 1981 por Rayner Garner,no Hawaí.
Ele testou o famoso canguru e achou muito desconfortável para carregar sua menina.
Foi aí que após testar vários panos e técnicas, usou a canga de sua esposa com argolas para carregar sua filha, a partir daí o uso do sling foi se difundindo na sociedade ocidental.
O Wrap sling surgiu de uma encantadora técnica para o desenvolvimento dos prematuros nos hospitais. Enfermeiras viam que muitas mães ficavam com seus filhos colados no peito por horas e notaram que eles evoluíam mais rápidos que o esperado.
Surgiu aí a técnica Mãe Canguru, essa técnica era simplesmente envolver seus bebês em amarrações feitas com lençóis de hospitais, permitindo que a mãe ficasse com seu filho no peito e também pudesse ter os braços livres. A evolução dos tecidos e tamanhos foi aprimorada até chegarem ao Wrap Sling que vocês conhecem hoje.

2– O que é um wrap sling? Existem muitos tipos?
 
O Wrap Sling consiste em uma longa faixa de tecido que ao ser amarrado no corpo se transforma em um excelente carregador de bebês e crianças.
O Wrap está virando o queridinho das mamães, pois é o único carregador que acompanha o crescimento do bebê desde o nascimento até que o papai ou a mamãe consigam levar os pequenos, mais ou menos 3 anos.
 
Existem vários tipos de carregadores, cada região do mundo usa de uma forma diferente e os nomes:
Na Indonésia,Selendangs, no México, Rebozo, na Espanha e outros países da América do Sul, Fular elástico, França o Echarpe, na Coréia o Podaegi, China o Mei-Tai, na África a Kangas, nos Estados Unidos o Pouch Sling, o Ring Sling e o Wrap Sling entre outros por aí não tão conhecidos

3 – Como você conheceu o wrap sling? 
 
Minha paixão pelo wrap sling começou por uma necessidade, precisava fazer as atividades de casa e de rotinas e ainda dar colo para a Isa, sabemos que fazer os dois ao mesmo tempo não dá certo, né?
Eu e meu marido procuramos algumas alternativas de carregar nossa filha, mas nenhuma dava certo, todas eram desconfortáveis para mim e para a Isa. Em uma das viagens a trabalho do Rodrigo a Alemanha, ele me contou que tinha visto um carregador de bebê muito legal, que era um pano enrolado no corpo da mãe que permitia carregar o filho e ficar com as mãos soltas. Quando ele voltou, começamos a procurar e não foi muito fácil de achar, viu!
Temos uma amiga que o marido dela é de família Alemã e eles conheciam esse “pano enrolado” e ela tinha um em casa e me emprestou para ver se eu gostava e me adaptava.
 
Tentei fazer a amarração quando a Isa tinha 3 meses, mas eu estava com o peito bem grande de tanto leite e ela desaparecia no meio, hahaha.
Quando ela tinha 7 meses, estávamos com viagem marcada para Santiago do Chile e lembrei do wrap sling como uma ótima ideia para carregar e aconchegar durante a viagem.
Descobri que podia fazer quase tudo com ela no wrap: Dormir no wrap, amamentar, limpar a casa, lavar louça, estender roupa, supermercado, shopping, levar em festas sem ter que levar todos os equipamentos de guerra, hehehe.
 
Foi nessa fase que eu e a Isa encontramos mais amor entre nós, vivíamos juntas e felizes. Hoje em dia usamos às vezes, porque a Isa adora correr e caminhar “sozinha”… bons tempos quando ela pedia colo o tempo todo…
 
4 – Qual foi sua inspiração para começar a criar a Kangulu Wrap Sling?
 
Depois de algumas viagens para Santiago (O Ro é chileno e a família dele mora lá), muita curiosidade deles em ver eu carregando a Isa no wrap, muitos perguntavam se não machucava o bebê, se era confortável, se doía as costas e todos me olhavam com muita atenção e curiosidade. Aqui no Brasil fui abordada muitas vezes também, com as mesmas perguntas, mas todos muito desconfiados. Em uma das viagens para Santiago, estava em um supermercado e uma mãe me parou e começou a fazer mil perguntas, hehe.
 
Me disse que estava desesperada por ter um desses pois sua filha só queria ficar no colo. Expliquei para ela que só tinha aquele que estava usando, mas que poderia fazer um e mandar para ela, em seu desespero ela me perguntou por que eu não vendia o que eu estava usando, vi nela a mesma angustia que eu vivi e não pude me recusar ao pedido.
É um universo meio desconhecido os “carregadores alternativos” os slings, lá todo é muito tradicional, carrinho, colo ou o famoso canguru.
 
Quando entreguei o wrap lavadinho, enroladinho, com um laço lindo, vi sua expressão de gratidão e alivio, isso me deu muita paz, alegria, uma realização pessoal em poder ajudar outras mamães. Foi desse sentimento que nasceu a Kangulu Wrap Sling.

 

5 – Por que usar um wrap sling ao invés de cangurus?

 
O Wrap Sling não é um canguru e sim um sling.
Os cangurus tradicionais distribuem o peso do bebê nos membros inferiores concentrado em sua genitália e suas pernas bem abertas, forçando o quadril do bebê.
Já no wrap sling esse peso é distribuído entre as pernas do bebê que ficam em posição de M ou sapinho, que é forma correta e ergonômica de carregar seu bebê. As costas ficam como um C, imitando a posição que ele ficava dentro do útero. Além de estar com seu bebê pertinho, sentindo a respiração dele, ele a sua, ele ouvindo os batimentos do seu coração, acalmando-se em tudo que o envolve, sentir sua pele, ouvir sua voz de pertinho…
 
6 – Algumas mães reclamam da dificuldade de usar o sling ou wrap sling, vc tem uma dica para ajudar?

Assim como eu, no começo antes de usar o wrap sling, tinha muitas dúvidas de como usar, de como amarrar, se era seguro para o bebê, de ser algo tão simples e tão complexo também que envolve uma vida. Vendo alguns vídeos de mamães que usam wrap sling na internet ensinando como usar me animei e com muito cuidado fui pegando prática até me sentir segura. Aprenda fazer as amarrações e deixar o wrap seguro, bem amarrado para depois colocar seu bebê.
Minha dica é: Você leu ou viu as instruções antes de usar? Ficou confortável para você e para seu bebê? Ele ficou tranquilo? Isso é muito importante, pois se o sling ou wrap estiver muito solto, em ambos casos em seus extremos, podem ser perigosos para mamãe e bebê, pode doer as costas, apertar o bebê e podem causar acidentes.
Outra dica que dou para as mamães Kangulu, que deixem sempre faz faixas que formam o “X” bem largas e a faixa do abdômen também, pois assim os peso é bem distribuído e a segurança é maior do que usar de outra forma. Sempre deixar o wrap justo como uma roupa, disse justo, não apertado. Quando esta justa ao corpo, seu bebê fica mais aconchegadinho, firme e te dará todos os benefícios desejados.
Quando for usar o wrap sling pela primeira vez, coloque uma música de fundo, dance com ele antes de vestir o Kangulu, faça que ele sinta que você está feliz e segura, a nossa energia influi muito na energia deles, estar tranquila ajuda muito na adaptação. Coloque o bebê num lugar seguro, vista o wrap sling e abrace seu bebê, vai ninando ele e colocando cada faixa e veja como ele reage, ele vai curtir se você curtir e deixar fluir…
Evite cozinhar com o bebê no sling, evitando possíveis queimaduras. Não substitua a cadeirinha do carro usando o sling.
Evite praticar esportes de movimentos bruscos com o bebê no Sling.

7 – Na sua opinião, qual é o melhor benefício de se usar um wrap sling?

 
Usar o wrap tem muitos benefícios, uma lista grande mesmo, mas na minha opinião o melhor de todos são todos,rs.
 
Vamos falar de alguns dos benefícios:
 
Quando você carrega seu bebê em um wrap sling, seus movimentos naturais de locomoção incentivam o seu bebê a movimentar seu próprio corpo,
a cabeça, pescoço e a musculatura superior dando a ele um excelente tônus muscular.
 
O Wrap Sling proporciona ao bebê uma tranquila transição útero/mundo exterior.
 
É Seguro, Prático e confortável para o bebê e para a mamãe.
 
O Wrap sling distribui o peso do bebê posicionando a coluna do bebê de forma adequada e ergonômica, a posição do quadril e pernas do bebê fica em formato de M ou sapinho.
 
Distribui o peso do bebê entre os ombros, quadril e pernas de quem o leva.
 
Permite que os pais desenvolvam as atividades diárias em contato físico com o bebê.
 
Ajuda a acalmar o bebê quando está com cólicas
 
Permite que seu bebê relaxe tendo uma boa qualidade do sono em condições normais
 
Excelente para bebês prematuro e recém-nascido que necessitam contato peito a peito.
 
Permite que você amamente seu bebê com conforto e privacidade onde você estiver.
 
Maneira super prática e segura de estar com seu bebê, no supermercado, no shopping, na feira, na caminhada, na dança, enquanto trabalha no computador, em qualquer lugar.
 
Devolve a liberdade de ter os braços livres para fazer atividades do dia a dia e ainda estar com seu filho juntinho de você.
 
Além do encatamento de ter contato olho no olho, cheiro da cabecinha do bebê, seu calor e o dele, aquela sensação de estar grávida novamente, vocês dois um só e vínculo que tudo isso gera e transforma as nossas vidas.
 
 
8 – Como é o seu Trabalho:
 
A Kangulu Wrap Sling nasceu do meu amor de mãe para as outras mamães.
Os Wrap Slings da Kangulu são artesanais, feitos um a um com muita dedicação e carinho.
Faço nas cores e estampas que cada mamãe quer.
Envio para todo Brasil e alguns países do exterior também.
Junto do Kangulu mando um guia de bolso para a mamãe se orientar das posições da amarração básica.


No site do facebook tem alguns vídeos com outras posições mais ousadas ou avançadas, hehe.
Tenho meus vídeos no canal do Youtube Kangulu Wrap Sling

Para fazer encomendas o contato é por email, facebook ou Instagram.
Meu contato pela internet é como uma entrevista com cada mamãe, escuto suas necessidades, procuramos no mercado aqui que ela deseja, combinamos valores, explico passo a passo, envio informações, por isso meu atendimento é via email.
Meu trabalho é levar em cada Kangulu o meu carinho de mãe e minha paixão pela maternidade para as famílias Kangulu.
 
Instagram @kanguluwrapsling
Youtube Kangulu Wrap Sling
Blog http://Kangulu.blogspot.com.br

Eu ganhei um lindo amarelo e será meu mais novo acessório pra passear com a Clara por aí, mesmo ela grande, ela adora ficar juntinha de mim e facilita bastante quando estamos na rua.
E olha só que coisa boa a Kangulu fez pros leitores do Maternidade Colorida:

Gostaram???

Beijos

 
Share Button