Imagem Pinterest

Imagem Pinterest

Segundo domingo de agosto e toda a comemoração em torno deles, os Pais. Tirando o lado comercial da data, acho lindo ver as homenagens, comerciais, crianças fazendo seus presentes na escola e todo o sentimento que envolve nesta data. Mágoas ou recalque de lado, assim como mães, existem pais que são classificados como “menos pais” ou “mais pais”, mas o que os fazem ser melhores ou piores? Será que precisamos ter mágoa de nossos pais ou pais das Crias por falha ou ausência dos mesmos? Tem muita mãe que é pãe e segue a vida lindamente com sua Cria. Tem muita pessoa que nada é de sangue e se torna um excelente pai.

Perdi minha mãe aos 4 anos, com isso meu pai biológico foi pro mundo atrás da sua carreira de diretor de cinema e artista plástico. Fui criada desde então pela minha avó materna e minha tia materna que na época tinha 21 anos.

Ela namorava o Renato desde quando eu nasci, e nossa ligação sempre foi linda. Foi ele quem me contou que minha mãe tinha ido morar com o Papai do Céu e se tornado minha estrela, foi na casa da irmã dele que eu fiquei durante o velório e enterro da minha mãe.

Hoje resolvi escrever pra ele que está longe de nós trabalhando em sua missão como piloto de helicópitero

Papy, nós não somos ligadas pelo sangue ou sobrenome, mas somos ligados pelo amor que temos um pelo outro. Minha primeira dificuldade com matemática foi você quem me ajudou, minha primeira mesada foi você quem me deu. Foi você que me sustentou, me educou, pagou meus estudos. Foi você que esteve ao meu lado em todos os momentos boms e ruins.

Foi você que me ensinou o significado das palavras príncipio e escrúpulo, assim como tantas outras essenciais. Foi você também que me ensinou que passarinho que come pedra tem que saber o %$ que tem e assim percebi que a vida é muito mais complexa do que imaginava.

Você sempre me deixou livre pelas minhas escolhas e pussou as rédeas quando foi necessário.

Parabéns pelo seu dia, pra mim seu dia são todos os dias do ano.

Te amo.

 

Olha que lindo a mensagem do Átila pro seu filho Bernardo.

Depois destas palavras, acho que a mamãe até esquece que ele perdeu o parto, não é?

 Da emoção de ser pai:

Filhão, O dia mais emocionante do mundo foi aquele em que a mamãe disse que a bolsa onde você ficava na barriguinha tinha estourado. Já era bem tarde e estávamos correndo com a vovó e o vovô, que correu tanto, tanto, mas tanto a caminho do hospital que fomos até parados pela polícia. Daí, chegamos lá tremendo. E eu ainda conversava com seu vô, quando fui os encontrar e você já tinha nascido – acho que a mamãe ainda não me perdoou por isso, rsrs. A espera pra ver você foi curta se contada em tempo, mas parecia que o tempo não passava… Foi menos de uma hora que mais pareceu uma eternidade. Você era igualzinho eu tinha visto no ultrassom – sua primeira fotinha digitalizada. Seu queixinho, seu rostinho, as bochechas e as perninhas e pezinhos mais lindos do mundo. O jeito que você chupava o dedinho já me deixava apaixonado, e mais e mais colado no vidro do berçário. Não tardaria e após algumas horas, estávamos em casa. E a sensação de ser pai me preencheu por completo. Você chegou e, junto de você, descobri o real sentido da palavra felicidade.  Átila Almeida para Bernardo, 06/02/14

Imagem Pinterest

Imagem Pinterest

Homens, mulheres, sejam pais de verdade, Ensinem seus filhos a serem realmente pessoas melhores. O mundo precisa disso e é nossa responsabilidade.

Dêem carinho amor, afeto. Expliquem e mostrem como as coisas funcionam de verdade. Não adianta querer colocar a capa de super herói e tentar impedir que eles não sofram consequências pelos seus atos errados. Infelizmente tristeza, não, e coisas negativas fazem parte do curso da vida.

Levem seus filhos ao parque ensine-os a subir em árvore, joguem jogo da memória no papel. Esqueçam um pouco da tecnologia, mas não os deixe como um peixe fora d’água.

Sejam pais, mães, pães … mas sejam de verdade!

Feliz dia dos Pais todos os dias.

beijos

Paola

Share Button