Vem ver a legenda da foto no Instagram/MaternidadeColorida

É, não está fácil! Parece que a cada dia só coisa ruim aparece. Abrimos a internet e só tragédia, massacres e se não bastasse, estão pegando pesado com nossas crianças. Parece que nunca foi tão perigoso deixá-las navegando pelo mar “das redes sociais”, mais especificadamente o YouTube, mesmo sendo o “kids”. A moda agora é eles aprenderem sobre suicido com a MOMO em meio a vídeos inocentes.

Desde semana passada muito vem sido falado sobre a tal MOMO e seus desafios suicidas e como ela aparece no meio de videos inocentes que nossas crianças amam assistir: vídeos que ensinam a fazer slime, que tem aquela musiquinha do tal baby shark, entre outros.

Mas vem cá, qual lição podemos levar com tudo isso? O que a boneca Momo e o YouTube kids têm a nos ensinar? O que podemos aprender com toda esta falha de segurança?

Veja: Momo no YouTube Kids, o terror suicida da internet

Acho muito arriscado dizer: lugar de criança não é na internet! Calma lá! A internet é pra todos. É uma tecnologia que veio pra somar, pra nos ajudar. Mas precisamos saber usar a internet e, precisamos urgentemente ensinar nossas crianças a usarem também!

A MOMO, os desafios suicidas, o excesso de consumismo é sim muito errado. É pessimo saber que uma rede social gigante não consiga proibir este tipo de vídeo e situação. É inadmissível saber que o YouTube usa algoritmos que não conseguem proibir, penalizar e entregar para polícia pessoas que colocam no meio de vídeos inocentes algo tão perigoso.

Além de tudo isso, todo este pavor, há muito já vem sido dito que o excesso de tela é sim prejudicial. Que as crianças têm seus comportamentos alterados, que ficam mais distantes, agitadas, atrapalha nos estudos. E, muitas de nós continuamos usando a tecnologia, em algumas vezes, de modo desenfreado.

É fácil a tecnologia nos sugar para um looping eterno e quando percebemos, ficamos mais horas do que gostariamos e até poderíamos. Quantas vezes você entrou no YouTube pra pegar uma receita e começou a assistir vídeos sugeridos e ficou horas na frente do celular, postergando outras tarefas que precisava fazer?

Relembre: 10 dicas para controlar o uso do tablet na infância

Então imagine como é fácil acontecer o mesmo com nossas crianças e, unidas ao nosso cansaço, correria, mais de um filho, trabalho, conta pra pagar, desejo do sossego, não percebemos o que elas estão assistindo. Pois é! É fácil isso acontecer e não significa que você não é uma boa mãe ou bom pai. Simplesmente acontece.

A gente confia, a gente conversa, a gente ensina e confia. Mas devemos estar além! Devemos aprender com tudo isso que está acontecendo e virar a chavinha. Cansa? Opa! Mas é pro bem! É pro bem da família, da saúde e desenvolvimento do seu filho. Pra unir mais, pra prevenir.

Bora ensinar as pessoinhas sobre a existência da maldade do mundo e como sobreviver a ela. Em como não ir atrás fazer qualquer coisa ensinada nos vídeos. Mas bora sentar mais no chão pra brincar, ir em passeios reais nos fins de semana. Não tem grana? Bora pro parque!

Espero, do fundo do coração que a Momo e a falha no YouTube não atinja nocivamente e fatalmente nenhuma família e nos sirva de aprendizado. Nos tornamos pais, cansa ser pai! Cansa ser adulto trabalhar, chegar em casa e ainda sentar no chão pra dar atenção pros filhos. Mas é preciso, é fundamental, essencial para criarmos seres humanos seguros e cheios de amor!

Beijos.

Share Button