Atualmente muito se fala das crianças que não comem, mas e as que comem demais e estão acima do peso, como fazemos? Primeiro é importante os pais perceberem que seu filho está acima do peso e não é simplesmente a criança fofinha, lindinha e grandinha da casa e depois perceberem que além de todos esses adjetivos, a criança está mesmo é acima do peso.

Não é fácil perceber que nosso filho está fora do peso, pois existe uma cultura de que criança saudável são as mais “gordinhas” ou “fofinhas” e não as magrinhas.

Existem 2 tipos de crianças acima do peso:

  1. As que comem o que não devem;
  2. As que comem demais até mesmo o saudável.

Crianças não devem fazer dieta e sim reeducação alimentar, na realidade, muitas vezes os pais também precisam passar pela reeducação, o que pode dificultar ou facilitar todo o tratamento. Pra reeducação alimentar funcionar, os pais precisam mudar seus hábitos e servirem de exemplo pros filhos. Não adianta a comida da criança estar cheia de legumes e verduras e o pai comer batata frita ao lado.

Quando a criança está acima do peso porque come errado, a medida é trocar as escolhas alimentares.

Relembre: Quanto a criança tem que comer em cada refeição?

Muitas vezes não conseguimos ver onde estamos errando, pois não temos conhecimento dos ingredientes e quantidade de açúcar que alguns alimentos e preparações contém. Então, bora pra prática:

Vocês podem virar e me falar, mas Paola esse cardápio está ótimo, equilibrado, porque tantas mudanças? É aí que mora o perigo, acharmos que porque a criança leva suco de caixinha só de lanche, come gelatina só de sobremesa, iogurte de fruta só no lanche da tarde, sua alimentação é equilibrada. Mas percebam que é tudo no mesmo dia e com isso os excessos acontecem e o ganho de peso e suas consequências é inevitável.

Gente, o que precisamos é começar a ler os rótulos e termos a real consciência do que estamos consumindo e oferecendo pra nossos filhos.E isso é SEMPRE!

Já as crianças que comem demais, porém, refeições saudáveis de fato, vale lembrar que:

  • Não adianta comer 1 panela de brigadeiro de biomassa sem açúcar, mas comer diariamente.Não adianta comer biscoito doce todo dia, mesmo que adoçado com uva passa! Parcimônia é fundamental! Variar, comer fora da caixinha também e assim, pode até ser uma receita que tenha açúcar de boa qualidade (mascavo, por exemplo) em seus ingredientes, porém, jamais em primeiro lugar!
  • Comer rápido demais faz com que a criança ou até mesmo a gente coma mais. Você sabia que o cérebro demora de 10-15 minutos pra entender que está saciado? Pois é! Normalmente, criança come devagar, então, nada de acelerar as pessoinhas!
  • Comer em frente a televisão ou tablets tende a fazer a criança comer mais, pois ela não está prestando atenção na comida e sim nos programas, ou seja, na hora de comer, desligue tudo!
  • A criança está passando por algum momento diferente? Teve mudança de escola, está muito ansiosa? Quer chamar atenção e percebeu que com a comida consegue? Te agrada? Pare, respira e preste atenção nos sinais! Muitas vezes, é necessário ajuda de um profissional nutricionista.

Relembrando e reforçando:

  • Não devemos jamais focar que a criança está “gorda”. Precisamos ensiná-la a comer, pois assim, não terá consequências por causa do excesso de peso.
  • Não use tablets ou televisão para a criança comer mais, caso ela coma pouco por aí. Entenda os motivos dela comer pouco e busque ajuda para mudar isso, mas acima de tudo RESPEITE a quantidade que a criança aguenta comer! Para saber se tem algo errado na quantidade, é preciso verificar qualidade das refeições X desenvolvimento da criança!
  • Procure ajuda e não deixe chegar no extremo!

    E aí? seus filhos comem demais???

Beijos

Share Button