Imagem: Pinterest



Oi gente, tudo bem?


Antigamente quem quisesse me encontrar, era só lembrar da música “E se quiser saber pra onde eu vou, pra onde tenha sol, é pra lá que eu vou”, pois fatalmente me encontraria esticada torrando em pleno meio dia debaixo do sol escaldante. 

Por conta disso, eu não sou a  pessoa mais indicada pra ser referência no quesito banho de sol, protetor solar e cuidado com a pele. Sempre fui a doida atrás do sol em busca do bronze perfeito, mas que muitas vezes de perfeito nada ficou, pois eu primeiro ficava feito camarão, cheia de dores por causa das queimadoras, pra depois vir o bronzeado dourado e aí sim, ele chegava e fazia bonito rs.

Sempre odiei ficar branca por inteiro, sabe? Sem nenhuma marca de biquini, achava horroroso, porém, tudo mudou durante a gravidez e claro, agora que me tornei mãe.

Primeiro porque conseguir ficar estirada na cadeira torrando no sol é algo totalmente fora de cogitação com a Clara que requer toda atenção, segundo porque desde a gravidez resolvi aderir ao protetor solar por conta das “lendas” de família: a pele de grávida mancha e depois não saí mais, se tomar sol na barriga a linha nigra não vai mais embora (isso porque nem fiquei com a linha nigra) e blá, blá, blá. 

Calma aí! Blá, blá, blá nada, pois eu fui atrás de uma especialista no assunto e ela desvendou alguns dos mitos, sendo uns verdade e outros pequenas grandes mentiras.

Quem respondeu minhas perguntas e dúvidas que acredito ser as mesmas das grávidas foi a Dra. Anamaria Facina, colaboradora do Ambulatório de Dermatoses na Gravidez da Unifesp- Escola Paulista de medicina.

1 – Porque é fundamental usar protetor solar especialmente na gravidez?

O protetor solar ajuda a prevenir lesões como as que levam ao desenvolvimento de câncer de pele e manchas, além de evitar envelhecimento precoce da pele através da destruição das fibras de colágeno. Durante a gravidez o aumento de hormônios como o melanotrófico estimula a pigmentação da pele [o surgimento de manchas].
2 – É verdade que as manchas adquiridas na gravidez não saem depois?

Não, isso é um mito. Na verdade a maioria das manchas da gravidez são desencadeadas por alterações hormonais que não estão presentes só na face (área normalmente exposta a luz), mas também em dobras, ao redor do mamilo, no centro do abdômen em cicatrizes recentes que na grande maioria não se expõe ao sol. Após um tempo decorrente do termino das alterações hormonais, a maioria tende a desaparecer, e o protetor solar vai ajudar que as manchas que apareceram não se tornem mais difíceis de serem removidas.
3 – Se tomarmos sol na barriga sem protetor é verdade que a linha nigra não saí pós parto?

Sim, o fato de tomar sol pode dificultar o desaparecimento da linha nigra, assim como de qualquer lesão pigmentada (escura). Pegar sol sobre qualquer lesão torna mais difícil seu clareamento.
4 – Qual fator solar devemos usar?

Um protetor com fator solar maior que 15 já é suficiente para a maioria das pessoas. Para pessoas com a pele muito branca ou que tenham outros problemas de pele sugerimos um fator solar mais alto.
5 – Já ouvi falar que acima de fator 30 de proteção não tem mais eficácia e só aumenta o preço do produto. É verdade?

Em termos que proteção solar ela ocorre segundo uma curva na qual se tem um platô que inicia no FPS 15, com proteção de aproximadamente pouco mais de 90%, e não se obtém porcentagem de aumento significante com acréscimo da proteção após FPS 30.
6 – Devemos usar um protetor facial e outro para o corpo? Por quê?

Sim, para algumas pessoas principalmente com pele mais oleosa isso realmente é importante e em alguns casos não só para o rosto, mas também colo e ombros, locais mais suscetíveis à acne.
8 – Quanto tempo dura o protetor solar e quantas vezes devemos retocá-lo ao longo do dia?

É necessário passar o protetor cerca de 30 minutos antes da exposição solar.  É importante que quando a pessoa ficar exposta ao sol repasse a cada 2 horas ou menos.


Quando eu estava grávida, fiquei uma semana na praia e me cuidei super bem, se ficava na sombra, era de árvore e não de guarda sol, pois dizem ser melhor pra prevenir os raios ultra violetas, passava protetor 90 no rosto e 30 no corpo e a cada 1 hora eu repassava o protetor, pois morria de pânico de manchar a pele.

No dia a dia, também usei protetor no rosto e nas partes do corpo que a roupa não cobria, mas mais esquecia do que lembrava de usá-los e confesso que atualmente não uso mais, porém, quero e preciso mudar este meu hábito.
Eu grávida de 24 semanas (6 meses), em plena Lua de Mel em Ubatuba!


Viram só? As manchas saem com o tempo, mas é super importante usar o protetor solar.
Hoje eu uso porque não quero que minha pele envelheça antes da hora e quero prevenir qualquer tipo de doença provocada pelo excesso de sol.

Lembrem-se: Pra tomar sol com as crianças (relembre AQUI a importância de dar banho de sol nos Pequenos), vá sempre no horário do sol bom que é até às 10 e depois das 17hs e não adianta se enganar durante o horário de verão, está bem?

Beijos


Share Button
  • Pa eu tambem assim q tava gravida corrir pra a dermatologista que me passou produtos para gestantes e todos os dias usei protetor e fugia do sol no horarios proibidos. Hoje nao tenho mancha nenhuma… super felizzz beijos. http://Www.peraemae.blogspot.com.br

  • Pa eu tambem assim q tava gravida corrir pra a dermatologista que me passou produtos para gestantes e todos os dias usei protetor e fugia do sol no horarios proibidos. Hoje nao tenho mancha nenhuma… super felizzz beijos. http://Www.peraemae.blogspot.com.br