Existe hora certa para oferecer chocolate para as crianças?

Imagem Shutterstock

Chocolate, chocolate, eu só quero chocolate. Adoro chocolateeeeeeee. É, pessoas, se tem um negocinho que tem um certo poder de pirar a cabeça, é ele, o tão delicioso, maraaaaaa, chocolate. Parece coisa de maluco, mas é quase que regra: provou, amou, “viciou”, e isso pode acontecer desde as primeiras vezes em que comemos, ou seja, muitas vezes, desde crianças …. senão, bebês. Será que existe hora certa para oferecer chocolate para as crianças?

Clara comeu chocolate em barra pela primeira vez perto dos seus 3 anos, mas foi na Páscoa do ano passado, quando aprendeu sobre o coelhinho e afins na escola, que se apaixonou, ou seja, com quase 4 anos! Começou com o acima de 70% cacau, depois descobriu o ao leite e até mesmo o branco. E posso afirmar, ela se apaixonou por ele. Daquelas paixões arrebatadoras, de querer sempre e falar que gosta, sim, de chocolate.

Páscoa está chegando, relembre: Ovos de Páscoa: Dar ou não dar pras crianças?

Mas, Paola, então de que adiantou você segurar tanto para oferecer chocolate pra ela?

  • Serviu para ela entender que não é todo dia que devemos comer chocolate, da mesma forma que não devemos comer só maçã, por exemplo;
  • Pra ela ir em festas de aniversário e não ficar feito louca correndo atrás de tudo que é doce. Pasmem, apesar dela amar chocolate, não gosta de brigadeiro e de recheios e cobertura dos bolos. Ela gosta é de bolo simples, de sabores variados;
  • Pra ela entender que tudo tem a idade certa para comer e aprender que não é proibição, e sim esperar ela ter tal idade para consumir tal produto. Da mesma forma que eu falo que cerveja e vinho, ela só vai poder tomar quando for adulto e tiver seus 18 anos.

Quem me acompanha sabe o que eu falo sobre a alimentação infantil. Sabe que eu preconizo e oriento aos meus pacientes e até leitores do blog que, TODO alimento tem a idade certa para ser oferecido. Assim como qualquer alimento, existe hora certa para oferecer chocolate para as crianças, então, esperar é o ideal.

Proibir sem ensinar, privar sem orientar, não é bacana. Liberar para suprir carinho, ausência ou qualquer sentimento que passe na cabeça dos adultos muito menos. Não é uma questão de criar em uma bolha, e sim, educar o paladar. Pra que e porque, nós adultos, precisamos oferecer chocolate para os bebês logo na primeira Páscoa? Pra que e porque, nós adultos precisamos apresentar o chocolate para as pessoinhas cedo? Porque precisamos presentear no fim do dia, depois de horas ausentes um chocolate para arrancar um sorriso delas?

Anote uma receita bacana: Ovo de Páscoa de chocolate para crianças

Porque é mais fácil que encarar uma brincadeira depois de um dia estressante porque seu chefe te infernizou o dia inteiro? Porque assim, a criança fica quieta no canto, comento seu chocolate e você vai fazer as outras mil atividades em casa? Porque você adulto sabe o quanto é gostoso o sabor do chocolate e quer que seu filho, com menos de 2 anos, descubra também? Pare e reflita sobre as prioridade, sobre a organização do seu tempo, sobre a necessidade de carinho e afeto que toda criança merece ter.

Se partimos do principio que açúcar é indicado acima de 2 anos, chocolate que tem açúcar também deve ser oferecido nesta faixa etária. Mas sem pressa ou sem ser aquela coisa de marcar na agenda: Hoje minha pessoinha faz 2 anos, então, vamos dar chocolate para ela comer! Deixem fluir naturalmente, deixem acontecer sem forçar a barra esta adoração pelo chocolate.

Paola, quantas vezes por semana a Clara come chocolate?

Não sei dizer! Tem semana que 3 vezes, outras nenhum dia. Por aqui, praticamos o equilibro de verdade! Se vai rolar chocolate, então não rola outras exceções. Se vai rolar chocolate, então que seja de qualidade e sem ser cheio de gordura hidrogenada, por exemplo. É importante também ler os ingredientes do chocolate.

 Mas atenção, não é porque a pessoinha já experimentou o chocolate, se apaixonou que:

  • Tudo precisa ser sabor chocolate: existem outros bolos, biscoitos, tortas, bolachas e formas de oferecer o leite;
  • Não deve ser trocado no lugar de carinho e atenção, lembre sempre: chocolate não é amor …. Por mais que você, adulto, seja chocólatra;
  • Não precisa ser incentivado e sempre partir do adulto a oferta e consumo dele: muitas vezes a criança nem lembra do chocolate, mas adoramos presenteá-los;
  • Não pode ser prêmio porque não escapou xixi, comeu tudo ou a pessoinha ficou boazinha;
  • Deve ser de qualidade, quando mais amargo, melhor.

No mais, é ter equilibro de verdade por aí e claro, dar muito amor e atenção para as pessoinhas.

Beijos

Share Button