Imagem: Shutterstock

Tenho recebido muitas mensagens de futuras mamães de primeira viagem, de tentantes e até mesmo das já mamães querendo embarcar novamente nesta aventura e encomendar a próxima Cria. Bom, muito se fala de alimentação saudável e ela deve estar presente em nossas vidas diariamente, claro que, que alguns dias a pisada na jaca acontece, mas não tem problemas. O correto e ideal é nosso hábito e rotina alimentar ser o melhor possível. Costumo dizer que alimentação é um, se não for o melhor remédio preventivo para nosso organismo e na hora de querer engravidar não seria diferente. Pra ajudar os futuros papais, o texto de hoje é sobre a dieta da fertilidade e como deve ser a alimentação quando o casal decide chamar a cegonha.

Como engravidar não é responsabilidade de uma só parte do casal, é importante que ambos tenham o mesmo cuidado com a alimentação, afinal, é a junção dos dois que fará o bebê.

O papais devem evitar bebidas alcoólicas neste momento, pois a mesma interfere na secreção do hormônio masculino testosterona e devem aumentar a ingestão de alimentos fontes selênio e zinco, pois melhoram a função e qualidade do sêmen.

O ideal é o casal começar a pensar nestas mudanças pelo menos com 3 meses de antecedência das tentativas no mínimo, mas se eles tem uma alimentação bacana, pode começar já!

Antes de engravidar, caso seja planejada, é importante a mulher estar em seu peso adequado, pois assim diminui as chances de problemas na gestação recorrente a excesso de peso. Vale lembrar que o indicado é ganhar de 9 – 12kg. Veja AQUI a calculadora de IMC de adulto e se você está dentro do peso “normal”.

Praticar atividade física, deixando o sedentarismo de lado é uma boa, além de tentar dar uma baixada no estresse diário e nervoso em excesso por tudo. Pense que você quer gerar uma vida e ela merece estar tranquilinha dentro de você. Faça mantra, respire, inspire e ache uma forma de dar uma relaxada.

Voltando a alimentação, o café e bebidas ricas em caféina devem ser consumidas com parcimônia, pois a cafeína interfere na capacidade do organismo absorver ferro e cálcio, além do que, o excesso de café tende a dificultar a concepção, pois aumenta o número de radicais livres, danificando os gametas.

Outra dica é trocar os carboidratos refinados pelos integrais, pois quanto mais refinado, menos nutrientes possuem e na refinação perdem vitaminas do complexo B, ferro que são fundamentais nesta fase, e diminuir (eu diria não consumir) soja. Soja é rica em fitoesterol, que nada mais é que um hormônio vegetal que interfere no estrógeno, hormônio feminino envolvido na ovulação.

Bom, mas não é só tirar alimentos do dia a dia e sim acrescentar ou tornar rotina a ingestão. Olha só como o que deve estar presente no cardápio dos futuros papais:

Ah! É bem interessante fugir dos alimentos industrializados prontos, como hamburgueres, pizzas, steak de frango, nuggets, embutidos, pois além de todos os conservantes e aditivos que eles tem, o excesso de sódio é maléfico, além de serem super mega pobres nos nutrientes necessários para uma alimentação adequada e bacana.

Bom, agora é comer direitinho, ficar mega saudável e fazer o melhor na hora de planejar o baby: treinar e tentar! Boa sorte! 🙂

Beijos,

Share Button