Porque é tão difícil achar pessoas que incentivem a amamentação? O que mais vejo é gente fazendo cara de espanto quando me veem amamentando ou então ficam surpresos porque ainda amamento. Já escutei que é exagero, desnecessário, que ela vai ficar muito dependente de mim e etc.

Hoje pra ajudar, na consulta do Pediatra o assunto foi o desmame.

Adoro meu Pediatra, mas hoje fiquei triste em ver que os profissionais não incentivam de maneira alguma a amamentação prolongada.

Questionei sobre o Manual da Sociedade Brasileira de Pediatria incentivar a amamentação até os 2 anos e mesmo assim ele falou que está na hora de iniciarmos ou pensarmos no desmame, pois corremos o risco dela querer trocar a comida pelo peito e que terei dificuldades em iniciar o leite artificial.

Clara nunca tomou outro leite sem ser o materno, come super bem e sua alimentação é mega variada, saudável, sem açúcar, gorduras e industrializados. Sempre ganhou peso, cresceu e se desenvolveu bem…. Porque devo parar de amamentá-la já? Só porque ela fez 1 ano???

Credo! Os bebês nem podem aproveitar o momento gostoso que é a amamentação e tem logo que “crescer”???
Será mesmo que eles ficam dependentes de nós e irão se tornar adultos fracos e despreparados?

Desculpem, mas já li artigos de que crianças amamentadas por pouco tempo tornam-se adultos que se isolam e problemáticos.

Enfim, vou continuar com a amamentação prolongada e antes que me falem que um dia ela vai crescer e será inevitável ir pro mundo, já respondo:

– Quero mesmo que ela cresça e vá pro Mundo. Seja uma mulher determinada, guerreira, independente. Tenha sua profissão, viaje o mundo, seja feliz e tenha sempre a certeza de que estarei aqui, quando ela precisar de colo de mãe.

Não acho correto trocar uma refeição pelo peito (acima de 1 ano), pois a criança precisa de outros nutrientes, criar o hábito social de fazer as refeições, ter prazer em comer outros sabores, texturas, temperaturas e alimentos.
Da mesma forma que não devemos trocar uma refeição pela mamadeira.

Ah!!!! Bora continuar, Clara e eu mamando deliciosamente e assim somos felizes e ela saudável.

Só pra constar:

No segundo ano de vida, 500ml de leite materno proporciona à criança:
95% do total de vitamina C necessário
45% do total de vitamina A necessária
38% do total de proteína necessária
31% de caloria do total necessária (UNICEF/Wellstart: Promoting Breastfeeding in Health Facilities: A short course for Administrators and Policy Makers; WHO/CDR 93.4)
Mães que amamentam por mais tempo também são beneficiadas
A amamentação prolongada pode diminuir a fertilidade e suprimir a ovulação em algumas mulheres
A amamentação reduz o risco de câncer de ovário (Schneider, 1987)
A amamentação reduz o risco de câncer de útero (Brock, 1989)
A amamentação reduz o risco de câncer de câncer de endométrio (Petterson, 1986)
A amamentação protege contra osteoporose. Durante a amamentação a mulher experimenta uma dimininuição na densidade óssea. A densidade óssea de uma mãe que está amamentando pode ser eeuzida, em geral em 1 a 2%. No entanto, a mãe tem essa densidade de volta e pode até ter um aumento, qundo o bebê é desmamado. Isso Não depende de um suplemento adicional na alimentação da mãe. (Blaauw, 1994)
A amamentação reduz o risco de câncer de mama (McTieman, 1986; Layde, 1989; Newcomb, 1994; Freudenheim, 1994).
A amamentação tem demonstrado diminuir a necessidade de insulina da mãe diabética (Davies HA, British Med J, 1989).
Quer ler este texto na íntegra, clique aqui e entenda porque quero tanto amamentar prolongadamente!

Beijos

Share Button
  • Olha, eu já troquei de pediatra por menos, acredito que se um pediatra não sabe o básico sobre amamentação e não incentiva a isso é um pediatra desatualizado. Para que vou querer um pediatra desatualizado? Se o pediatra não saber que a criança não tem necessidade de tomar leite de outra espécie depois do desmame, ele é um pediatra desatualizado.

    Olha Paola, é MUITO difícil a criança trocar uma refeição por leite materno, muito difícil mesmo. Acontece, que existem fases, picos, saltos, que as crianças diminuem a quantidade de comida ingerida e fica mais apegada ao peito, dai a mãe de primeira viagem se assusta, ou o pediatra aproveita a oportunidade para colocar terror.

    Sobre o que você ouve, quanto mais amamentar, mais você vai ouvir e mais coisas absurdas serão. Então, a mãe que quer amamentar até 2 anos – que nem prolongado é – já tem de ter um preparo psicologico e certeza do que quer bem fixa. Porque a pressão é muito grande. 🙂

    Vale lembrar que a criança não se torna dependente por mamar, muito pelo contrário, as crianças se tornam seguras, confiantes, o que consequentemente as deixam mais independentes!

    Beijos
    http://www.parabeatriz.com

  • Amiga, to contigo!
    Amamentei Henrique exclusivo até 1 ano e 11 meses, só depois disso é que ele conheceu o leite artificial.
    Na época, troquei de pediatra quando uma “querida” sugeriu começar o desmame qdo ele fez 4, isso mesmo, QUATRO, meses!
    Miguel vai pelo mesmo caminho! Mamar até qdo ele quiser, façam as pessoas cara feia ou não!
    Bjokas e super apoiada!

  • Queria muito ter amamentado minha filha até mais de 2 anos, porém sofri uma perda na familia qnd ela tinha 1 ano e 3 meses e me atrapalhou bastante, tive ”apoio” da pediatra pra desmamar ao 1 ano e troquei de profissional, uma pena que o desmamou rolou meio que por conta dela, mas você tá certa de seguir o que você ser melhor a vocês duas, gostei muito do comentário da Isabela e realmente é isso mesmo que deve ser apoiado esse apego e carinho entre mãe e filha, bjs

    http://www.mamaepunk.com

  • Queria muito ter amamentado minha filha até mais de 2 anos, porém sofri uma perda na familia qnd ela tinha 1 ano e 3 meses e me atrapalhou bastante, tive ”apoio” da pediatra pra desmamar ao 1 ano e troquei de profissional, uma pena que o desmamou rolou meio que por conta dela, mas você tá certa de seguir o que você ser melhor a vocês duas, gostei muito do comentário da Isabela e realmente é isso mesmo que deve ser apoiado esse apego e carinho entre mãe e filha, bjs

    http://www.mamaepunk.com