Imagem Pinterest

Imagem Pinterest

Muita mãe e pai tem “medo” ou dúvidas na hora da introdução alimentar, sendo que ao meu ver é a fase mais “fácil” quando falamos da alimentação dos pequenos. Pra mim só perde pra amamentação, que depois de pega acertada, mamãe e bebê se entendendo é “pápum”. A fase mais difícil na minha opinião é quando o bebê já cria uma certa autonomia, começa a completar meses, chega nos seus 12 meses e além de sua curiosidade por tudo que eles vêem, tem a famosa necessidade dos pais, avós  e palpiteiros de plantão em darem mais opções de comidas, que normalmente vem acompanhado da frase: – Tadinho, ele não vai comer isso? Pois é, quando a criança faz 1 ano, ao contrário do que dizem, tem muitos alimentos que ainda não indicados até que eles completem seus 2 anos ou mais e pra isso vale a pena a leitura dos rótulos e embalagens, pois alguns deles falam a idade indicada de consumo.

Pra ficar um pouco mais fácil, segue uma listinha básica do que seu bebê que acabou de completar 1 ano deve evitar de comer, ou melhor, uma lista do que você como mãe deve evitar oferecer pro seu filho:

1 – Chocolate:

Imagem Pinterest

Imagem Pinterest

Acho que isto é uma das coisas que todos contam os dias pra poder oferecer pras crianças. Infelizmente muitas comem antes mesmo de 1 ano, o que realmente é uma pena. Chocolate apesar de ser uma delícia (já confessei aqui que sou chocolatra), é rico em açúcar, gordura e cafeína. E até os 2 anos o açúcar deve ser evitado ao máximo.

2 – Balas, pirulitos:

Imagem Pinterest

Imagem Pinterest

Olha, apesar de serem coloridos, docinhos, tentadores, NÃO, eles não são comidas pra criança. Além do risco de engasgar, é açúcar puro. Ou seja, definitivamente não!

3 – Achocolatado:

Imagem Pinterest

Imagem Pinterest

Se você reparar, fuçar vai perceber que até alguns fabricantes dizem que não devem ser consumidos antes dos 3 anos, ou indicam uma quantidade de consumo à partir dos 3 anos menor que a “usual”. Achocolatados são praticamente açúcar.

4 – Café:

CAFÉ E CRIANÇAS: 15 Alimentos que criança não deve comer antes de 2 anos ou +.

Café é rico em cafeína, deve ser evitado em crianças com 1 ano. Existem estudos que dizem que pode ser consumido à partir dos 3 anos, outros dos 7 anos.

5 – Salgadinhos, biscoitos (bolachas) doces e biscoitos (bolachas) recheadas:

Imagens Pinterest

Imagens Pinterest

Ricos em sódio, ingredientes transgênicos, glutamato, corantes, gordura. Prefira sempre as opções mais naturais, caseiras.

Receitinhas bacanas:

Biscoito de Cacau, quinua e Aveia

Biscoito Amanteigado de Iogurte e Aveia

Biscoito de Polvilho

Snacks industrializados bacanas

Grissinis

6 – Embutidos (peito de peru, salsicha, mortadela, presunto, salame):

Imagem Pinterest

Imagem Pinterest

Bom de sódio, gorduras, conservantes, corantes, nitrato (responsável por deixá-los avermelhados) que é cancerígeno. é porcaria pura. Pode ser gostoso, mas são porcarias e se você tem criança pequena em sua casa, é uma grande oportunidade pra parar de consumi-los. Abuse dos queijos na hora de petiscar. Pães com patês variados também são outras opções de petiscos.

7 – Refrigerante:

Imagem Pinterest

Imagem Pinterest

Esse devia ser evitado pra todo o sempre, afinal, nada de bom eles oferecem.

8 – Bebidas achocolatadas prontas:

Imagem Pinterest

Imagem Pinterest

Ricas em açúcar e gorduras. Deixe pra dar o leite batido com frutas na sua casa.

9 – Bebidas lácteas:

Imagem Pinterest

Imagem Pinterest

A grande maioria são ricas em açúcar, corantes e conservantes. Existem algumas marcas que são iogurte natural batido e não contém os conservantes. Pra adoçar, bata com fruta.

Coalhada caseira

10 – Leite fermentado:

Imagem Pinterest

Imagem Pinterest

Apesar de ter a vantagem dos probióticos, são ricos em açúcar. Por isso é melhor esperar ter mais de 2 anos. Quer dar pro e prebioticos? Converse com o pediatra de seu filho ou consulte uma nutricionista. Já existem no mercado pra adicionar à sucos.

11 – Bebida à base de soja:

Imagem Pinterest

Imagem Pinterest

Além do excesso de açúcar tem a soja. Alguns estudos dizem que soja deve ser consumida quando mais velhos.

12 – Petit Suisse:

Imagem Pinterest

Imagem Pinterest

Corantes, açúcar, conservantes …. Alguns fabricantes dizem que não deve ser consumidos antes de 3 anos.

Opções saudáveis pra você se divertir:

Iogurte Grego

Petit Suisse de morango

Peitt Suisse de Banana

Petit Suisse de Uva e Beterraba

13 – Sucos industrializados com açúcar:

Imagem Pinterest

Imagem Pinterest

Optem pelas opções naturais ou os sucos industrializados sem açúcar.

Aqui tem algumas marcas existentes no mercado:

Sucos sem açúcar

14 – Comidas prontas industrializadas (nuggets, hamburgueres, almondegas, lasanhas e etc):

Imagem Pinterest

Imagem Pinterest

Sódio, espessantes, nitrato, gordura …. optem pelas opções caseiras sempre.

Olha aqui algumas receitas saudáveis pra você substituir as opções industrializadas:

Nuggets de Frango

Nuggets de Peixe

Hamburguer

Batata Smile

15 – Gelatina:

Imagem Pinterest

Imagem Pinterest

Corante, açúcar e mais nada. Até mesmo a que existe no mercado mais saudável, com corantes naturais tem açúcar, orgânico, mas tem. Até 2 anos é melhor não consumir.

Receitinha super fácil:

Gelatina Natural

16 – Macarrão instantâneo: 

Imagem Pinterest

Imagem Pinterest

Excesso de sódio e não adianta falar que usa só o macarrão, pois o mesmo também é porcaria pura. Neste post do 4 Mães você acha algumas opções rápidas pra não precisa matar fada nenhuma, deixar o reino encantado repleto delas e a saúde de seu filho sempre em dia ;).

Se forem analisar, o açúcar é sim um vilão na alimentação das crianças e deve ser evitado ao máximo. Todos nós precisamos do açúcar, mas já o ingerimos de forma natural com as frutas, com alimentos em suas formas naturais. Desta forma, não precisamos ficar desesperados pra apresentá-lo em suas diversas formas aos Pequenos. Segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria, açúcar deve ser oferecido após os 2 anos, assim as Crias já terão se acostumados com outros sabores, terão firmado seus hábitos alimentares e terão menos chances de serem os formiguinhas e desencadear um monte de doenças por causa do alto consumo do açúcar.

Além do açúcar, outro vilão na alimentação de nossos pequenos é o sódio. eles está presente em alta quantidade na maioria dos produtos industrializados e também merece nossa atenção. Falei mais sobre o sódio neste post.

Pensem assim: As Crias vão viver por muitos anos, e nossa ansiedade de mãe pode esperar no quesito alimentação pra oferecer todas as delícias que existem, sempre com moderação.

Não estou “demonizando” nenhum produto ou marca, desta lista acima, na minha humilde opinião o que deve ser SEMPRE evitado são os números: 6, 7 e 14. As demais, basta ter noção e oferecer com a idade apropriada e SEMPRE com moderação, mas moderação de verdade e claro, atividade física fora do sofá ou do tablet.

Tem mais sugestão de alimentos pra esta lista? Comenta aí :).

Beijos

 

 

 

Share Button

Comentários

    1. Olá, Joaquim! Bom dia! Obrigada pela visita em meu blog :).
      Não acho que esperar a idade certa pra comer certos alimentos seja frescura e sim cuidado com a saúde de nossas crianças, que dependem de nós pais.
      Se prestar atenção no fim do texto, eu falo que não estou demonizando nenhum alimento e sim sugerindo e explicando como Nutricionista que é válido esperar a idade certa pra oferecer açúcar, sódio e gordura em excessos pra nossas crianças.
      Sabe, quando me formei em 2001, problema de saúde pública era desnutrição infantil, atualmente é obesidade infantil.
      A vida pode ser mais curta se não tivermos hábitos saudáveis ;).

  1. E o SORVETE ?
    O que fazer quando avós insistem em dar para o bebe?
    Até agora consegui evitar, porém logo meu bb faz 1 ano!

  2. Olá, Joaquim! Bom dia! Obrigada pela visita em meu blog :).
    Não acho que esperar a idade certa pra comer certos alimentos seja frescura e sim cuidado com a saúde de nossas crianças, que dependem de nós pais.
    Se prestar atenção no fim do texto, eu falo que não estou demonizando nenhum alimento e sim sugerindo e explicando como Nutricionista que é válido esperar a idade certa pra oferecer açúcar, sódio e gordura em excessos pra nossas crianças.
    Sabe, quando me formei em 2001, problema de saúde pública era desnutrição infantil, atualmente é obesidade infantil.
    A vida pode ser mais curta se não tivermos hábitos saudáveis ;).

  3. Maternidade Colorida concordo, acho que podemos é esperar e deixar que nossas crianças decidam se querem comer estas porcarias ou não. Tenho certeza que refrigerante e os outros não fazem falta na vida de ninguém. A não ser que esta pessoa tenha sido acostumada com isto.

  4. Não se deve dar antes da criança completar 2 ou 3 anos nada que contenha glúten ou qualquer outra substância que seja conhecida por causar alergia alimentar, pois pode desencadear problemas tanto na infância como na vida adulta.

  5. Tudo muito bem, muito bom, mas tem que chamar a responsabilidade só pra mãe? Que que custa mudar o texto de “toda mae tem dúvida” para “todos os pais tem dúvida”…

  6. Bom dia a todos, amei a matéria e uma coisa a gente tem que cuidar da alimentação sim . Vc dando estas ruinas aos pequenos inocentes, além de prejudicarmos sua saúse, estamos sim enriquecendo o fabricante. Amei e obrigada. Redobrarei minha atenção com netos. Saúde é coisa séria.

  7. Joaquim , acho que você deveria visitar outros tipos de blog. Maternidade Colorida , obrigada por nos esclarecer , e desculpas por esse cidadão , mas é melhor desconsiderarmos o que foi dito

  8. Joaquim vcê está muito equivocado. Essa ilusão que tem já tive. Só o verdadeiro conhecimento nos faz enxergar. Tenho 2 filhos que se alimentam muito bem é saudável, nem compro industrializados e são crianças extremamente felizes. Sou medica mas só após ser mãe é que voltei minha visão para alimentação no sentido de dar o melhor aos meus filhos

  9. E com isso comecei a ler e ver o quanto relacionado está esta dieta comtemporanea com as doenças. E isso é fácil perceber, basta tar um pouco de percepção. Existe um mundo de conhecimento sobre nutrição que ainda está escondido

  10. Poucos os que estão percebendo isso. Mas ta melhorando. Hoje a Medicina é voltada para a medicalizaçao. É um absurdo o que a indústria farmacêutica tem nos imposto goela abaixo. Esquecemos do poder do corpo humano, da fisiologia normal, hoje mascáramos o desequilíbrio com remédios.

  11. minha filha vai fazer 3 nos e não come nenhum produto animal, nem açucar e raramente farinh de trigo integral, toma águ de coco, suco verde, uco de frutas, come frutas secas, castnha do para, noes, tâmara, maçã seca controlada a quantidade, está bem saudável, raramente pega um resfriado e só.

  12. Eu tenho pena de muitas crianças que tem pais que não se preocupam com isso, outros nao tem conhecimento e dão tanta porcaria para elas comerem.

  13. Você tem certeza que é até "mais ou menos" dois anos? A maioria dos alimentos citados são processados e para quem já trabalhou dentro da industria sabe como funciona. Sou nutricionista é a terra é farta e abundante por favor ofereçam alimentos de verdade e não essas coisas sintéticas. Por favor faça um estudo mais aprofundado antes de escrever qualquer texto.

  14. Olá, Marcella! Obrigada por comentar no meu blog.
    Eu também sou nutricionista, formada desde 2001 e em nenhum momento induzo o consumo de nenhum alimento da lista, minha filha de 2 anos, por exemplo, nunca consumiu nenhum deles e te digo, enquanto eu poder evitar, não irá conhecer. Inclusive eu ainda a amamento pois sou adepta a amamentação prolongada além da alimentação saudável.
    Quando digo mais ou menos 2 anos, é porque em minha vivência nas Consultorias e consultório vejo muitas mães desinformadas sobre esses alimentos e com ansiedade pra dar um danoninho ou bolacha de maizena, por exemplo. Assim como as dúvidas que recebo por email e pelo blog.
    É uma lista mostrando que pelo menos até os 2 anos, nada disso deve ser oferecido as crianças.
    Todos os meus textos relacionados a alimentação são baseados em estudos, vivência como profissional e de mãe.
    Mais uma vez, obrigada pela visita.

  15. É triste ver tanta ignorância de alguns pais e principalmente avós que morrem de dó (como você falou) da criança… – "Ela esta vendo, vai querer".. Uai.. é só não dar.. O que não se conhece não se gosta… Quantas vezes ja vi criança antes de dois anos com chupadinhas de pirulito, sorvete e outras porcarias..

    Outra coisa (pra crianças maiores tb), deveria ser proibido dar pirulito em lojas infantis… Nós que não damos pra nossa filha, viviamos ganhando em lojas de sapato.. um absurdo… Muitas vezes conseguia esconder e falar pra não dar.. mas algumas vendedoras desavisadas ja colocavam na mão da criança.. E se for diabética.. Ninguem sabe o histórico da criança..

    Bom.. é tanta coisa errada que ficaria aqui falando o dia inteiro..

    Parabéns pelo post.. tudo aí pra cima tem uma parcela de "veneno".. mas como vc falou, algumas são pra nunca serem ingeridas mesmo… Sem perfeição, vamos batalhando por uma alimentação melhor…

    Vou divulgar na pagina.. Um beijo!

  16. Nenhum guideline internacional ou nacional restringe alimentos que contenham gluten para crianças . O parecer do CRN e de outros órgãos internacionais é claro : exclusão de gluten deve ser realizada para os pacientes portadores de doença celíaca. Alimentos como ovo e peixe também podem ser introduzidos a partir do 6o mês de vida.

  17. Ok Cecília. É claro que meu comentário não teve a intensão de provocar radicalismo quanto à ingestão do glúten, mas meu embasamento é puramente científico. Sou professora de Fisiologia Humana na Universidade, e estudo muito para aprofundar minhas aulas em questões que geralmente não estão atualizadas nos livros da área. Como estou também envolvida em pesquisa na área de fisiologia e toxicologia, posso dizer: não devemos nos deter somente no que é restringido ou não pelos conselhos e até mesmo órgãos públicos de saúde, pois há muita pesquisa sendo feita e os resultados delas só são divulgados (quando são) muito tardiamente, isso se elas não se opuserem a algum interesse financeiro (se é que você me entende….).

  18. Olá Isabel , sou nutricionista especialista em Nutrição Materno Infantil e também atuo em pesquisa, acabei de finalizar meu doutorado em Ciências. Concordo com todos os alimentos listados nessa reportagem . Agora em relação ao glúten , também concordo com você no sentido de que pesquisas têm sido feitas, mas realmente acho que devemos ter cautela com dietas restritivas para crianças. Realmente o posicionamento de todos os órgãos com credibilidade em pediatria não são a favor da exclusão de gluten na população de modo geral. Nenhuma meta análise publicada no pubmed afirma que o gluten deve ser excluido da dieta de pacientes não portadores de doença celiaca. O que eu observo na prática clínica é que a exclusão ou restrição sem necessidade de macro ou micronutrientes assim como uma dieta desbalanceada rica em gorduras saturadas e carboidratos simples acarreta comprometimento pondero-estatutal e eventuais alterações clinico metabolicas na população pediátrica.

  19. Quem nunca deu achocolatado para crianças? ou leite com chocolate? e isto por pura falta de conhecimento. Estas coisas deveriam ser divulgadas. A maioria maciça acredita que achocolatados, iogurtes… fazem bem às crianças. Não é culpa dos pais. Apenas meia dúzia de mães "sabidinhas" com algumas aqui que ficam criticando, é que "dizem" que não dão.

  20. Edleuza Lela Castro , a questão é que hoje em dia vivemos em uma sociedade viciosa, agora será mesmo que é falta de conhecimento? vejo entrevistas de nutricionistas, pediatras, direto na televisão, há em todos os meios de comunicação, e no meu conhecimento de mundo, me deparo com tantas pessoas que estão cansadas de saber o que faz e o que não faz bem para a saúde, e continuam comendo o que não deve, elas não praticam a disciplina e nem impõe limites a si próprias, como poderão fazer o mesmo com os filhos ? Realmente eu me preocupo muito com as crianças, no futuro elas podem ser prejudicadas por causa de gente sem nocão, não é que o chocolate não faz bem, no artigo fala sobre alimentos que devem ser evitados até aos 2 anos de idade.

  21. Equilíbrio, esta é a palavra para tudo na vida!!! TUDO!
    "Nem se jogar e nem viver numa jaula fechado…"
    No caso da pauta deste artigo, acho que privar as crianças de até 3 anos desses alimentos não faz mal nenhum. Depois de grandes e independentes, elas que comam o que quiser, o quanto quiser!

  22. Gelatina que ela disse são aquelas industrializadas. Minha filha tem 9 meses e faço gelatina natural batida com suco integral de garrafa, sem adição de açúcar ou qualquer outro elemento. Gelatina pode, desde que seja assim.

  23. Eu não ofereço esse tipo de alimentos e não admito a ofereçam para o meu filho… Podem me chamar de radical… Mas não vou introduzir porcarias desnecessárias na alimentação saudável dele… Não acrescenta nada.. Totalmente desnecessário.. Simples assim..

  24. Fausto Catto olá. Realmente a Isabel tem razão quando menciona que muitas pesquisas têm sido realizadas com o gluten , e os resultados são bem interessantes mesmo. Por exemplo, na população americana os estudos têm demonstrado que a prevalência de doença celíaca é de 1%, de alergia ao trigo 0,1% e pessoas não portadoras de doença celiaca mas que apresentam sensibilidade ao gluten (sensibilidade ao glúten não celíaca) de 0,63 a 6%. Portanto, nestes pacientes a exclusão do gluten na dieta é altamente recomendada. Vários estudos têm se empenhado no sentido de melhor compreender e caracterizar essa nova condição denominada sensibilidade ao gluten não celíaca. Ano passado , a industria americana de produtos "gluten free" lucrou 2,6 bilhões de dólares e também tem se empenhado em lançar produtos para facilitar o dia a dia destes pacientes. Infelizmente não temos esses dados no Brasil. Em relação às crianças, alguns estudos demonstram que para determinados tipos de sindromes, é benefica a exclusão de gluten para melhorar os sintomas gastrointestinais, mas por outro lado, alguns estudos apontam não haver diferença (sim, a literatura é assim mesmo rs). Agora, considerando as crianças saudaveis, até o momento não há necessidade de se impor uma dieta restritiva e vigorosa, como a de exclusão de gluten, para aquelas que não apresentam sintomatologia clínica.

  25. ta tudo errado, vc que esta começando a cuidar do seu bebe, muito pertinente essa conversa toda, minha cachorra se eu der chocolate tenho certeza vai adorar, mas todo mundo sabe que no se da chocolate pra cachorro pq faz mal…. lembro de minha infancia toda sempre ter muita fruta em casa…. quase tudo que comiamos era preparado com o carinho da mae…

  26. ta tudo errado, vc que esta começando a cuidar do seu bebe, muito pertinente essa conversa toda, minha cachorra se eu der chocolate tenho certeza vai adorar, mas todo mundo sabe que no se da chocolate pra cachorro pq faz mal…. lembro de minha infancia toda sempre ter muita fruta em casa…. quase tudo que comiamos era preparado com o carinho da mae… quem nao come desde cedo nao sente falta, sabe que obesidade morbida é tendencia nos EUA, campeoes do fast food e produtos "praticos" O Brasil nao vai longe nao…

  27. Maternidade Colorida … tem mae que da de cara, ainda passa na chupeta pra criança dormir, minha mae me ensinou a fazer isso com minha filha, demorei pra saber que nao se deve.

  28. Não devem ser evitados só por crianças de menos de 2 anos, deviam ser evitados por todos… a industria alimentícia nunca esteve preocupada com nutrição, só com lucro…

  29. Quais estudos se baseou para falar sobre a soja? Existem muitas crianças alérgicas a proteína do leite que depende do uso. Se existe um estudo científico que é de seu conhecimento, deve citá-lo principalmente para evitar confusão em mães não Nutris.

  30. Karla Rocha , Hoje temos informações por todo lado, para onde nos viramos. A mãe de hoje tem tudo a seu alcance para saber o que é saudável e o que não é, meus filhos hoje, estão por volta dos 30. Uns a menos, outros mais. Sinceramente eu, que sempre fui uma leitora voraz, não tinha todas as informações possíveis, mesmo assim procurava dar alimentação saudável, entretanto dava açúcar sem culpa, leite com chocolate eu dava sim e creio que as mães da minha geração era, em sua maioria, como eu. Hoje não faria, vejo muitas mães alimentando de forma errada seus filhos e, em alguns casos, nem devemos criticá-las, pois seria assumir uma posição alienante se ignorássemos as milhares de mães que não têm acesso à informação, pela condição financeira, pela pouca idade, e por várias outras situações.